Liga

Carlos Carvalhal em alerta para Paços de Ferreira

Carlos Carvalhal em alerta para Paços de Ferreira

Na antevisão ao embate entre Braga e Paços de Ferreira, Carlos Carvalhal, técnico bracarense, considera que esta poderá ser uma das "saídas mais difíceis" e não se esqueceu de abordar o facto de a equipa de arbitragem ser francesa, devido a um protocolo com a Ligue 1.

"Será um desafio muito grande, mas os nossos jogadores gostam destes desafios. O Paços de Ferreira é uma equipa muito bem organizada, bem trabalhada. É muito forte nas transições, tenta recuperar muito bem a bola. Será difícil, é um jogo que exigirá o melhor de nós. Tenho consciência que será das saídas mais difíceis que teremos no campeonato", analisou o treinador.

Apesar de ter a consciencia da dura missão que tem pela frente na Capital do Móvel (15, 30 horas, com transmissão SportTv) Carvalhal acredita que a paragem para as seleções trouxe algo de positivo à equipa. "Foram duas boas semanas e penso que estamos em crescendo. Disse que o jogo com o V. Guimarães tinha sido o melhor que tínhamos feito esta época e no particular com o Villarreal estivemos acima", considerou Carvalhal.

Ainda sobre o pormenor de o jogo ser apitado por uma equipa de abitragem francesa, o técnico do Braga não deixou de responder com algum sentido de humor, desvalorizando a questão. "Je ne parle pas français. Nunca tive francês na escola, escolhi sempre inglês, mas compreendo um pouco. Confio muito nos árbitros portugueses, acho que a nossa arbitragem subiu imenso de nível nos últimos anos. Não é uma preocupação sabermos quem é o árbitro, será uma experiência nova, quem sou eu estar a comentar isso. Estou cá para fazer o melhor, que passa por tentar ganhar o jogo, esperando que o árbitro seja o mais discreto possível. Iremos para o jogo com a mesma tranquilidade se o árbitro fosse português", concluiu.

Até ao momento o Braga está no sexto lugar, devido às vitórias frente a Marítimo (2-0) e Moreirense (3-2), ao empate em Guimarães (0-0) e à derrota com o Sporting (1-2).

Já o Paços de Ferreira segue em oitavo, com menos um ponto, fruto do triunfos contra Famalicão (2-0) e Portimonense (1-0) e das derrotas com Boavista (0-3) e Estoril (1-3).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG