Futebol

Carvalhal e Paulo Fonseca: houve vinho no final do jogo

Carvalhal e Paulo Fonseca: houve vinho no final do jogo

Os dois treinadores trocaram lembranças no final da eliminatória entre a Roma e o Braga. Minhotos despedem-se da Liga Europa com 9,27 milhões de euros no bolso.

No final do jogo entre a Roma e o Braga (3-1), Carlos Carvalhal ofereceu duas garrafas de vinho a Paulo Fonseca, treinador português da equipa italiana, que também brindou o homólogo da mesma forma, ao contemplá-lo com uma oferta exatamente igual. Foi com este gesto, também revelador do bom relacionamento entre os dois técnicos, que o clube minhoto fechou, em Itália, a participação na Liga Europa nos 16 avos da competição, ao não conseguir inverter a derrota, por 2-0, do jogo da primeira mão. Chega ao final do percurso com 9,27 milhões de euros no bolso e vê fugir 1,1 milhões, o prémio de apuramento para os oitavos de final.

O jogo de ontem foi o quarto entre o Braga e Paulo Fonseca nas provas europeias, um treinador que até deixou uma marca no Minho, onde levou os guerreiros à conquista da Taça de Portugal, em 2015/16. Logo na época seguinte, Paulo Fonseca cruzou-se com o Braga na qualidade de treinador dos ucranianos do Shakhtar Donetsk e venceu os dois jogos na fase de grupos da Liga Europa. Em casa, carimbou um triunfo por 2-0 e na pedreira selou o jogo com um contundente 4-2.

Aliás, o bom trabalho de Paulo Fonseca à frente da Roma, quarto classificado do campeonato italiano e crónico candidato à conquista da Liga Europa, coloca o treinador português na rota de vários colossos europeus, entre eles o Real Madrid, de acordo com alguma imprensa transalpina.

Hoje, ao final da manhã, a Roma conhece o adversário nos oitavos de final da Liga Europa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG