O Jogo ao Vivo

Futebol

Casa Pia condecorado pelo presidente da República no dia no centenário

Casa Pia condecorado pelo presidente da República no dia no centenário

O Casa Pia foi, esta sexta-feira, dia em que celebra o centenário, condecorado pelo presidente da República com o título de membro honorário da Ordem da Instrução Pública, elogiando a forma como ultrapassou dificuldades ao longo da história.

Numa cerimónia realizada na Sala dos Embaixadores do Palácio de Belém, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa homenageou também a Casa de Lisboa, no 240.º aniversário, e entregou a três dos alunos um texto que esta instituição irá guardar numa "cápsula do tempo", para ser aberta daqui a 60 anos.

O chefe de Estado lamentou que, devido à pandemia de covid-19, esta cerimónia decorresse "em ambiente mais restrito, mais limitado, mais confinado" do que desejaria.

"O pretexto é duplo. É, por um lado, o aniversário, os cem anos do Casa Pia Atlético Clube, mas, por outro lado, são os 240 anos da Casa Pia de Lisboa, nunca esquecendo a Associação Casapiana de Solidariedade que vai contando 27 anos", afirmou.

Referindo-se ao Casa Pia Atlético Clube, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que o centenário representa "um mérito enorme", por se tratar de uma instituição "com poucos recursos", que "defrontou tantas dificuldades", mas que "se manteve viva".

O Presidente da República recordou que "o estádio clássico do Casa Pia ficava na zona que depois foi ocupada por causa das celebrações do oitavo centenário da independência de Portugal, com a grande exposição que foi realizada em 1940, e assim o clube ficou desapropriado do seu estádio".

"Não é um qualquer clube, mas, mais do que isso, um clube ligado a uma casa que era uma casa de solidariedade social. E o clube era uma casa de solidariedade social, porque quem jogava no clube eram essencialmente os antigos alunos da Casa Pia de Lisboa, isso não tinha paralelo com os clubes concorrentes", disse.

PUB

Marcelo Rebelo de Sousa contou que quando andava na escola primária "tinha dois colegas que eram do Casa Pia" e lembrou os tempos em que este "era um clube que disputava com os chamados grandes o palco, sobretudo no futebol, do desporto nacional".

Quanto ao texto que escreveu para a "cápsula do tempo" da Casa Pia de Lisboa, e que supostamente só será divulgado quando esta assinalar o 300.º aniversário, Marcelo Rebelo de Sousa explicou que é sobre a forma como vê a instituição agora e daqui a 60 anos, adiantando: "No essencial, vejo-a na mesma".

"No espírito, eu vejo-a na mesma. Só daqui a 60 anos é que poderemos confirmar se tenho razão ou não tenho razão", acrescentou.

Estiveram presentes nesta cerimónia a presidente do conselho diretivo da Casa Pia de Lisboa, Cristina Fangueiro, e presidente do Casa Pia Atlético Clube, Vítor Franco, que agradeceu a condecoração.

Vítor Franco também lembrou os anos 30 e 40, em que este clube "dava luta ao Benfica e ao Sporting", e criticou a atual "desigualdade" no desporto, declarando que "nas competições profissionais quem fala mais é o dinheiro".

De acordo com o portal das ordens honoríficas portuguesas, o Casa Pia Atlético Clube recebeu em 1970 o título de membro honorário da Ordem do Mérito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG