Futebol

Casillas foi o maior susto nos relvados portugueses

Casillas foi o maior susto nos relvados portugueses

Em maio de 2019, Iker Casillas sofreu um enfarte agudo do miocárdio, durante um treino do F.C Porto. Foi submetido a um cateterismo de urgência e recuperou bem, mas não voltaria a jogar como profissional. Em Portugal foi o caso não fatal mais mediático, mas o futebol tem mais histórias idênticas.

A 1 de maio de 2019, em pleno treino do F.C. Porto, o guarda-redes internacional espanhol, Iker Casillas, desmaiou no relvado do Olival, causando grande preocupação entre quem assistia. Foi diagnosticado com um enfarte do miocárdio, sendo submetido a um cateterismo cardíaco.

Mas há mais casos com futebolistas que causaram forte apreensão, mas que acabaram com um final feliz.

Já nesta temporada, a 23 de março, o avançado francês, Moussa Dembélé desmaiou durante o treino do Atlético de Madrid. O jogador de 24 anos foi socorrido em campo, recuperou os sentidos e conseguiu sair pelo próprio pé até chegar à ambulância.

Em Portugal, no Estádio do Bessa, a 29 de fevereiro de 2020, causou arrepios o choque de cabeças entre os jogadores João Afonso, do Gil Vicente, e o boavisteiro Mateus, já em período de descontos. O gilista caiu inanimado, totalmente desamparado, mas recuperou os sentidos ainda no relvado e saiu de ambulância, com destino ao hospital.

Um caso mais insólito aconteceu em Nápoles, a 18 de março de 2019. Num jogo contra a Udinese, David Ospina, guarda-redes da equipa da casa, chocou violentamente com um adversário aos cinco minutos do jogo. Foi assistido e teve luz verde dos médicos da equipa para continuar em campo, mas 35 minutos depois, acabou por desmaiar e teve de ser transportado para o hospital.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG