F. C. Porto

CD instaura processo a Pinto da Costa e diretor de comunicação

CD instaura processo a Pinto da Costa e diretor de comunicação

Pinto da Costa, presidente do F. C. Porto, e Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos dragões, foram alvo de processos disciplinares instaurados pela secção não-profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

"Instauração de processo disciplinar a Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa, por deliberação da Secção Não Profissional, de 12 de fevereiro de 2021, na sequência de participação disciplinar apresentada pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, tendo por objeto declarações proferidas a órgãos de comunicação social", pode ler-se no comunicado.

Após o final da partida da primeira mão da Taça de Portugal, frente ao S. C. Braga, o dirigente máximo azul e branco foi à sala de Imprensa criticar a arbitragem de Luís Godinho.

"Não é desta forma, como se tem vindo a acumular nos últimos jogos em relação às arbitragens com o F. C. Porto que nos vão vergar. Não vão! Queria apenas falar em facto e não em intenções. O senhor Hugo Miguel, que foi o var do jogo de hoje, foi o VAR no F. C. Porto - Benfica com mesmo árbitro de hoje. Deixo aqui um aviso, basta! Apelo serenidade total de todos. Mas quero dizer que basta e ninguém nos vai vergar", afirmou nessa altura.

Também o diretor de Comunicação dos portistas foi alvo de abertura de um processo por declarações proferidas sobre a arbitragem.

"Instauração de processo disciplinar a Francisco José Carvalho Marques, por deliberação da Secção Não Profissional, de 12 de fevereiro de 2021, na sequência de participação disciplinar apresentada pelo Conselho de Arbitragem da FPF, tendo por objeto declarações proferidas a órgão de comunicação social. O processo foi enviado, dia 16 de fevereiro de 2021, à Comissão de Instrução Disciplinar da FPF, ficando excluída a publicidade até ao fim da instrução", refere o comunicado.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG