Futebol

Checos dizem que Bican ainda está muito à frente de Cristiano Ronaldo

Checos dizem que Bican ainda está muito à frente de Cristiano Ronaldo

Não há dúvidas que Cristiano Ronaldo atingiu, na quarta-feira, a marca dos 760 golos na carreira ao apontar um tento na vitória da Juventus sobre o Nápoles (2-0) na Supertaça de Itália, mas que esse seja o melhor registo da histórica do futebol, como a imprensa portuguesa avançou, é que não há tantas certezas.

Segundo o Comité de História e Estatística da Federação de Futebol da República Checa, o avançado Josef Bican, que representou a Áustria e a Checoslováquia nos anos 30 e 40 do século passado, continua a ser o jogador com mais golos apontados na história, com um registo de 821 golos em encontros oficiais.

Já na quarta-feira a Federação Portuguesa de Futebol tinha salientado que uma lista elaborada pela Rec. Sport Soccer Statístics Foundation (RSSSF), que é considerada como última e definitiva prova, atribuiu o primeiro lugar a Bican, mas com 805 golos.

Jaroslav Kolar, do Comité de História e Estatística checo, alega que na contabilidade aos tentos do jogador faltam os que apontou ao serviço do Hradec Kralove, e, 1952, na 2.ª Divisão checa, tendo feito também algumas retificações aos números apresentados pela RSSSF.

A ser certo este número de 821 golos, ainda faltam a Cristiano Ronaldo mais 62 para encabeçar a lista dos melhores marcadores de sempre.

E certo é que o internacional português, na quarta-feira, após o encontro colocou uma mensagem nas redes sociais sobre a conquista da Supertaça de Itália, sem fazer qualquer menção ao novo recorde da carreira que lhe atribuem.

PUB

Mas, tendo em conta os anos de carreira que CR7 ainda terá pela frente, não deverá faltar muito para que ultrapasse esse registo e não restem quaisquer dúvidas sobre quem é o rei dos goleadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG