Futebol

Chegada de Messi gerou receitas de 700 milhões de euros para o PSG

Chegada de Messi gerou receitas de 700 milhões de euros para o PSG

Se dentro das quatro linhas a contratação de ​​​​​​​Lionel Messi esteve longe de deslumbrar, fora delas foi um sucesso retumbante para o PSG, que gerou receitas de 700 milhões de euros com a chegada do argentino. A ideia é repetir a fórmula com Mbappé.

Segundo o diretor de marketing do clube parisiense, Marc Armstrong, não só aumentaram os contratos publicitários, como também o valor dos mesmos. "Tínhamos contratos no valor de três a cinco milhões e agora variam entre os cinco e os oito milhões, o que é um impacto considerável", referiu o responsável, ao jornal "Marca".

Também na venda de camisolas se verificou um crescimento considerável, com uma subida entre os 30% e os 40% e uma faturação de 41 milhões de euros. Só Messi foi responsável por mais de metade do total de vendas, um dado significativo numa equipa que tem nomes como Neymar ou Mbappé nas suas fileiras.

PUB

A tudo isto há que juntar o impacto mediático que a chegada do argentino teve no universo do PSG, que somou 15 milhões de novos seguidores nas suas redes sociais, atingindo um total superior a 150 milhões de seguidores.

A expetativa dos responsáveis pelo clube francês é replicar a fórmula com Kyllian Mbappé, que renovou recentemente até 2025 por valores astronómicos. Só pelo prémio de assinatura, o avançado encaixou 300 milhões de euros, ficando o salário anual na ordem dos 56 milhões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG