Futebol

Chile quer Equador fora do Mundial por alegada certidão falsa de jogador

Chile quer Equador fora do Mundial por alegada certidão falsa de jogador

A federação chilena pediu à FIFA que desclassifique o Equador da fase final do Campeonato do Mundo do Catar, que se realiza este ano, por entender que a certidão de nascimento do jogador Byron Castillo é falsa.

Na missiva que remeteu à entidade que rege o futebol mundial, os responsáveis chilenos argumentam que "existem inúmeras provas de que o jogador nasceu na Colômbia, na cidade de Tumaco, no dia 25 de julho de 1995, e não em 10 de novembro de 1998, na cidade equatoriana de General Villamil Plavas".

A confusão em torno da data e do local de nascimento de Byron Castillo ganhou maior relevo no início do ano passado, quando o vice-presidente da federação equatoriana, Carlos Manzur, admitiu poder haver problemas com os documentos de identificação do jogador. No entanto, um mês depois, a justiça local confirmou que Castillo nasceu em General Villamil Playas, a 10 de novembro de 1998.

Os responsáveis chilenos pedem que o Equador, que fechou a fase de apuramento sul-americana na quarta posição, perca todos os pontos conquistados com Castillo em campo. Caso isso venha a acontecer, o Chile, que foi sétimo, ficaria apurado para o Mundial de 2022.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG