Óbito

Ciclismo de luto por Francisco Silva

Ciclismo de luto por Francisco Silva

Histórico massagista do pelotão nacional, Francisco Silva morreu na passada terça-feira, aos 75 anos, no hospital de Cascais, onde se encontrava internado havia algumas semanas.

Pelas mãos de Francisco Silva passaram muitos craques das duas rodas, de Joaquim Agostinho a Marco Chagas, bem como Delmino Pereira, o atual presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Uma das imagens mais marcantes da carreira de Francisco Silva é aquela em que o vemos a amparar Joaquim Agostinho, na Quarteira, a 30 de abril de 1984, após a queda na etapa da Volta ao Algarve que se viria a revelar fatal para o campeoníssimo ciclista, que estava de regresso ao Sporting.

O "Silva", como era conhecido, esteve ao serviço de várias equipas de topo do pelotão português. Para além do Sporting, serviu, entre outras, o F. C. Porto, a Mako Jeans, o Louletano-Vale do Lobo e a Recer-Boavista.

Francisco Silva já se encontrava retirado há alguns anos, embora colaborasse esporadicamente com o Estoril-Praia, o último clube onde trabalhou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG