O Jogo ao Vivo

Religião

Clube Basquetebol de Tavira indignado com exclusão de atleta

Clube Basquetebol de Tavira indignado com exclusão de atleta

O Clube Basquetebol de Tavira repudia em comunicado a exclusão de Fatima Habib, uma jovem muçulmana de 13 anos, de um jogo de basquetebol, no domingo passado, por ter uma camisola de manga comprida, por baixo do equipamento.

"A atleta de 13 anos face a este incidente pondera deixar a prática da modalidade. Será isto justo numa sociedade que apregoa a inclusão e a tolerância?", questiona o clube, salientando o apoio do treinador e das colegas de equipa "perante a atitude que eles consideraram xenófoba e de falta de respeito pelos seus princípios religiosos".

O clube algarvio questiona-se o sobre a razão deste episódio, quando a jovem usa aquele equipamento desde que chegou ao clube, há três anos, e insta a FIBA (Federação Internacional de Basquetebol) a repensar as regras de jogo, para "que estas acompanhem a evolução de uma sociedade inclusiva".

Para o Clube de Basquetebol de Tavira, "o conceito de Inclusão social é oferecer a todos oportunidades iguais de acesso a bens e serviços, como é o caso da prática desportiva pelo que utilizará sempre todos os meios para combater todas as formas de exclusão da vida em sociedade quer sejam elas provocadas pelas diferenças de classe social, educação, idade, deficiência, género, preconceito social ou religiosos".