Desporto

Comissão Europeia sem competência para bloquear Superliga de futebol

Comissão Europeia sem competência para bloquear Superliga de futebol

A Comissão Europeia (CE) não tem competência para bloquear a criação da Superliga de futebol, prova anunciada à revelia da UEFA por 12 dos mais importantes clubes da Europa.

"Não é competência da Comissão Europeia", afirmou Margaritis Schinas, vice-presidente daquele organismo numa entrevista ao jornal italiano "Il Messaggero", acrescentando que "a Europa reconhece há anos a autonomia das federações".

O comissário com a pasta da Promoção do Modo de Vida Europeu afirmou que compete à UEFA e às federações nacionais "encontrar solução" para o problema, que está a agitar o futebol europeu desde domingo.

Na segunda-feira, o comissário grego defendeu na sua conta oficial na rede social Twitter a necessidade de "defender um modelo europeu de desporto baseado em valores, baseado na diversidade e na inclusão".

No domingo, 18 de abril, AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, FC Barcelona, Inter Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham anunciaram a criação da Superliga europeia, à revelia de UEFA, federações nacionais e vários outros clubes.

A competição vai ser disputada por 20 clubes, 15 dos quais fundadores - apesar de só terem sido revelados 12 - e outros cinco, qualificados anualmente.

PUB

A UEFA anunciou que vai excluir todos os clubes que integrem a Superliga, assegurando contar com o apoio das federações de Inglaterra, Espanha e Itália, bem como das ligas de futebol destes três países.

Entretanto, o organismo que rege o futebol europeu anunciou o alargamento da Liga dos Campeões de 32 para 36 clubes, a partir de 2024/25, numa liga única, com cinco jogos em casa e outros tantos fora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG