Futebol

Comores com 12 casos e sem guarda-redes para oitavos da CAN

Comores com 12 casos e sem guarda-redes para oitavos da CAN

A seleção de Comores está privada dos três guarda-redes para o jogo com Camarões, da Taça das Nações Africanas (CAN), face a um surto de coronavírus que afetou 12 elementos, informou hoje a federação de futebol daquele país.

"Os celacantos têm 12 casos de infeção na equipa, entre jogadores e elementos do staff, entre os quais o selecionador Amir Abdou e os nossos únicos dois guarda-redes disponíveis, Moyadh Ousseini e Ali Ahamada", anunciou a federação, através da rede social Twitter.

A participar pela primeira vez numa CAN, Comores não tem qualquer guarda-redes disponível para o embate dos oitavos de final, na segunda-feira, com os anfitriões Camarões, treinados pelo português António Conceição, uma vez que o outro guardião convocado para a fase final, Salim Ben Boina, está lesionado.

Nakibou Aboubakari, Yacine Bourhane, Mohamed M'Changama, Kassim Abdallah e Alexis Souahy são outros cinco jogadores infetados com a covid-19, segundo adiantou o diretor geral da federação, num vídeo na mesma publicação.

"Estamos a fazer o nosso possível para encontrar soluções, mas, sem o selecionador, sem alguns jogadores importantes e, sobretudo, sem os únicos guarda-redes disponíveis, a situação é muito complicada", transmitiu El Hadad Hamidi.

Comores qualificou-se para os oitavos de final da CAN, depois de ter terminado com um dos quatro melhores terceiros classificados na fase de grupos, inclusive deixando de fora o Gana, um dos habituais candidatos à vitória final e que conquistou a prova em 1963, 1965, 1978 e 1982.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG