O Jogo ao Vivo

F. C. Porto

Conceição diz que as críticas só lhe dão "mais força"

Conceição diz que as críticas só lhe dão "mais força"

Treinador do F. C. Porto considera "demasiado grave" o que foi dito após a altercação com Paulo Sérgio em Portimão

Passaram quase duas semanas, mas os incidentes do jogo com o Portimonense, que levaram à expulsão de Sérgio Conceição e do treinador da equipa algarvia, ainda dominaram a antevisão que o técnico portista fez à partida deste sábado entre o F. C. Porto e oSanta Clara, a contar para a 25.ª jornada da liga portuguesa.

"O que se passou em Portimão parece que foi ontem, tendo em conta tudo o que foi falado desde então. Houve dois treinadores, dois homens, que passaram a linha do que é aceitável num jogo de futebol. Independentemente da paixão com que se vive o jogo, não foi um episódio muito positivo da nossa parte, mas pior do que isso foi a forma premeditada e insultuosa como se falou disso. Comecei a primeira semana a ouvir que era arruaceiro, passou por javardo, por gentalha, por ordinário, por delinquente, e chegou-se à segunda semana a falar dos meus pais. Nada justifica o meu comportamento e o do Paulo, mas o que disseram é demasiado. É feio", disparou o treinador dos dragões.

"Muitos nunca tiveram a oportunidade de sentir a paixão de um jogo e não sabem o que isso é. O que foi dito foi muito grave, mas se pensam que com isso podem minimizar o que eu sou como pessoa, como homem, como pai, como irmão, como filho, não conseguem. Aliás, dão-me mais força para lutar pelos meus objetivos, para ser o pai, o filho e o homem que sou. Disso eu não vou abdicar nunca e não vão conseguir com nenhum tipo de cartilha ou de discurso preparado abanar o profissional e o homem Sérgio Conceição. Nisso estou completamente tranquilo", acrescentou.

Sobre o regresso ao campeonato, após a paragem para as seleções, Conceição disse que a maior dificuldade é "voltar a juntar as tropas e focar a equipa", sublinhando que os jogadores portistas que estiveram ao serviço dos respetivos países fizeram "1500 minutos" em campo, um valor muito superior aos dos rivais Sporting e Benfica.

O técnico azul e branco revelou que Pepe está "apto a ir a jogo" diante do Santa Clara, depois de recuperar da lesão sofrida em Portimão, embora não tenha garantido a titularidade do central. Sobre o facto de a partida com a equipa açoriana anteceder o primeiro duelo da Champions com o Chelsea, referiu: "O nosso papel é concentrar os jogadores ao máximo na tarefa difícil que é o jogo de amanhã. Não estando bem neste, arriscamo-nos a não estar no próximo também. Sei que é um chavão do futebol, mas o próximo jogo é sempre o mais importante, até porque os indicadores que tiver deste jogo me vão permitir preparar o próximo".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG