Futebol

Conceição e o Leverkusen: "É extremamente difícil. Mas somos o F. C. Porto"

Conceição e o Leverkusen: "É extremamente difícil. Mas somos o F. C. Porto"

O treinador do F. C. Porto não deixou de elogiar o Bayer Leverkusen, adversário da Liga Europa, mas mostrou-se confiante na vitória dos azuis e brancos, sublinhando que a equipa está "habituada a estas lides". Pepe e Danilo continuam em dúvida.

O F. C. Porto recebe, esta quinta-feira, o Bayer Leverkusen na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa, e está obrigado a vencer depois da derrota (1-2) sofrida na Alemanha. Ciente das dificuldades, Sérgio Conceição demonstrou, uma vez mais, a admiração pela Bundesliga mas deixou um aviso: "Somos o F. C. Porto".

"Sou admirador confesso da Bundesliga e das equipas alemãs. Se virmos esta ronda europeia, todas as equipas da Alemanha venceram. É um campeonato fortíssimo, com uma intensidade muito grande. E o Bayer também tem muita qualidade individual. Praticam um futebol muito agressivo, intenso, com vontade de recuperar a bola e não permitir que os adversários joguem com bola. É extremamente difícil, mas nós somos o F. C. Porto. Estamos habituados a estas lides. Olhamos para o que não fizemos na primeira mão e onde não estivemos tão bem. Isso foi retificado, trabalhado, e temos de estar a um grande nível para poder ganhar", começou por dizer o treinador, abordando ainda a posse de bola dos alemães.

"É um adversário forte, não só nesse momento. Olhamos para o jogo de forma global, em diferentes momentos, mas é uma equipa que gosta de ter bola. Assim como nós, que, ao contrário do que dizem, somos a equipa portuguesa com maior percentagem de posse de bola. Lá não tivemos muita, mas o Bayern também não deixou o Chelsea ter bola... são fortes", acrescentou.

Esta terça-feira, o Conselho de Disciplina instaurou um processo disciplinar ao F. C. Porto por alegados insultos racistas de adeptos dos dragões a Abdu Conté, do Moreirense, aquando da visita dos azuis e brancos aos minhotos, a 10 de janeiro. Decisão a que Sérgio Conceição também reagiu.

"São abertos diria diariamente ao F. C. Porto, aos jogadores do F. C. Porto. Tudo que seja para banir essa gente do futebol, abram-se todos os inquéritos porque essas pessoas não fazem pare do futebol, nem da sociedade. Agora, as autoridades darão seguimento a todos os casos que existem por todos esses estádios. E pelo mundo, que o problema do racismo não é só do futebol, mas da sociedade, como sabemos", sublinhou.

Marchesín: "Há coisas que temos de melhorar"

O guarda-redes do F. C. Porto foi o escolhido para se juntar a Sérgio Conceição na conferência de imprensa de antevisão ao jogo desta quinta-feira e considerou haver aspetos a melhorar.

"Sabemos o adversário que vamos enfrentar. É uma equipa intensa. Mas acreditamos que podemos ganhar este jogo. Fizemos uma grande semana de trabalho. Sabemos como contrariar o adversário. Nesta competição, jogar em casa conta muito. Há coisas que temos de melhorar. Estamos conscientes que temos uma equipa forte. Sofremos golos, porque também marcamos muitos. Defensivamente somos fortes e vamos dar o nosso melhor para não sofrer", afirmou.

O F. C. Porto recebe, esta quinta-feira, o Bayer Leverkusen na segunda mão dos dezasseis avos de final da Liga Europa. O pontapé de saída está marcado para as 17.55 horas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG