F. C. Porto

Conceição e o único momento em que se pode "caminhar para trás"

Conceição e o único momento em que se pode "caminhar para trás"

Treinador do F. C. Porto comenta os golos sofridos no campeonato na antevisão de um jogo "de prestígio" com o Olympiacos.

Já qualificado para os oitavos de final da Liga dos Campeões, o F. C. Porto fecha a fase de grupos com uma deslocação à Grécia, onde jogará esta quarta-feira, e Sérgio Conceição encara o duelo com o Olympiacos como "um jogo para ganhar".

"Os jogadores têm de estar naturalmente motivados. Vimos isso no jogo com o Fabril, onde a equipa mostrou um empenho muito bom. Este é um jogo de prestígio, que vamos querer muito ganhar, sabendo que o adversário ainda está na luta com o Marselha para continuar na Europa. A nossa seriedade e forma de estar não mudam por já estarmos apurados. Nem a feijões gostamos de perder", disse o técnico portista, após o treino desta manhã, no Olival.

Questionado sobre o facto de o F. C. Porto ter uma das melhores defesas da Liga dos Campeões, com apenas três golos sofridos em cinco jogos, em contraponto com o que acontece no campeonato nacional, Conceição não deixou de passar uma mensagem aos jogadores.

"Esse não é um problema da linha defensiva, mas de toda a equipa e da organização que temos de ter. Só há um momento em que podemos vir a caminhar. Sabem qual é? Quando fazemos golo, podemos festejar e vir a caminhar para trás. Em todos os outros momentos, o mesmo andamento com que se vai para a frente é aquele que se quer para trás. É uma questão de trabalhar e de os jogadores fazerem o que é pedido porque nós fomos sempre uma das equipas com menos golos sofridos em Portugal".

De resto, Sérgio Conceição deixou a porta aberta a alterações no onze habitual dos dragões e revelou que Corona não treinou com a equipa esta terça-feira, devido a "algumas limitações", mas viajará na comitiva para a Grécia.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG