F. C. Porto

Conceição: "Pepe fez uma entorse e falha os próximos jogos"

Conceição: "Pepe fez uma entorse e falha os próximos jogos"

O treinador do F. C. Porto, Sérgio Conceição, revelou, esta sexta-feira, que o capitão de equipa dos dragões Pepe sofreu uma "entorse com alguma gravidade no joelho" e será baixa nos próximos desafios da equipa.

A lesão do internacional português aconteceu no treino de quinta-feira e foi revelada a um dia da deslocação ao terreno do Portimonense, da nona jornada do campeonato.

"O Pepe fez uma entorse no joelho com alguma gravidade e não vai estar neste jogo nem nos próximos", referiu, apenas, Sérgio Conceição, sendo esta a única baixa no plantel portista que, depois do encontro no Algarve, viaja rumo à Alemanha para defrontar o Bayer Leverkusen, da quarta jornada da Liga dos Campeões.

PUB

Mas, para já, todas as atenções estão centradas no encontro com o sexto classificado da Liga, rival que o técnico portista não vê a jogar com um bloco mais baixo frente aos campeões nacionais.

"Eu ainda não vi o Portimonense jogar dessa forma [com o bloco mais baixo]. Vi-o ir buscar o adversário o mais alto possível, como fez em Alvalade, mas depois surge a qualidade do rival, que o pode fazer recuar no terreno. Vejo um Portimonense positivo, muito agressivo e com referências individuais. Estamos preparados, trabalhámos todos os momentos do jogo. Se não formos inteligentes e se não mantivermos as nossas características poderemos sofrer", salientou.

O F. C. Porto tem um saldo 100% vitorioso nas deslocações a Portimão sob o comando de Sérgio Conceição, mas esse factor não entra nas contas do duelo deste sábado. "Eu não ligo a estatísticas e históricos, porque os momentos e as equipas são diferentes. O que passou, passou. O que importa é amanhã, frente a uma equipa que está a fazer o melhor arranque da Liga, num estádio difícil. O Portimonense é uma equipa difícil, graças ao coletivo e boas individualidades. Cabe-nos a nós ir atrás dos três pontos", reiterou.

Admitindo que a "confiança da equipa está a crescer" depois das duas últimas vitórias - Braga e Bayer Leverkusen -, Conceição reconheceu, porém, que a experiência lhe diz que tudo pode mudar de um momento para o outro.

"Isso faz parte da vida de um treinador e também dos jogadores. Nós somos sempre postos à prova em todos os jogos que a equipa disputa. Ainda no último, em casa, independentemente do bom jogo que fizemos, houve algum desconforto por parte do público em relação a um jogador. Não será o primeiro nem o último e eu também vivo essa exigência", começou por dizer.

"Tem de haver equilíbrio, porque nos momentos bons toda a gente bate palmas. O que interessa é que, nos momentos difíceis, estejamos todos juntos. Normalmente, é o treinador que paga o insucesso, no sucesso nunca é só mérito do treinador. Estamos aqui para trabalhar, não gosto de ver colegas meus serem despedidos após meia dúzia de jogos. Aqui não tenho nada a dizer: já passei momentos fantásticos outros menos bons, mas tenho a confiança do presidente sou o treinador mais antigo na Liga", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG