O Jogo ao Vivo

Desporto

Costinha quer fazer história no Paços de Ferreira

Costinha quer fazer história no Paços de Ferreira

O novo treinador do Paços de Ferreira, Costinha, disse, esta quarta-feira, não ver a hora de começar a trabalhar na Capital do Móvel, desejando repetir o sucesso dos seus antecessores na equipa "sensação" da I Liga de futebol 2012/13.

Na apresentação da nova equipa técnica, que inclui ainda Maniche e Sérgio Gaminha (único com Nível IV de treinador) como adjuntos, e Nuno Pinto como preparador físico, mantendo-se Pedro Correia, atualmente de férias, com a responsabilidade do treino de guarda-redes, Costinha disse não se importar com a dimensão do desafio.

"Não vejo a hora de começar, sei muito bem a altura da fasquia, mas as fasquias existem para serem ultrapassadas", disse o sucesso de Paulo Fonseca, na cerimónia de apresentação, prometendo aos adeptos que lotaram a sala de imprensa "dar continuidade ao excelente trabalho que o Paços tem vindo a fazer".

PUB

O jovem técnico, de 38 anos, disse chegar com o "intuito de vencer, trabalhar forte, respeitar a instituição e os adeptos", revelando que nunca receou abordar este projeto, depois de o Paços de Ferreira ter atingido o terceiro lugar no campeonato, a sua melhor classificação de sempre, sob o comando de Paulo Fonseca, novo treinador do FC Porto.

"Temos de estar preparados para todas as situações. A partir do momento que foi colocada esta possibilidade, fiquei agradado. Não me melindra o facto de o Beira-Mar ter descido, faz parte do processo. Agora, quero inscrever também o meu nome na história do Paços de Ferreira", sublinhou.

O antigo médio internacional português falou de uma etapa natural, mas "importante", de um jovem técnico, que é "ambicioso" e "humilde", numa "casa que está habituada a fazer um bom trabalho".

Em relação ao que a equipa poderá fazer nas provas em que irá participar, incluindo um inédito "play-off" da Liga dos Campeões, Costinha defendeu que "a equipa tem de estar preparada para jogar na quarta e ao sábado", considerando que ter "mais jogos é sinal de que o clube evoluiu".

"Vai tudo depender da nossa mentalidade, da forma de encarar os jogos, da disposição no treino. Não é difícil chegar ao topo, o difícil é manter. Esta equipa técnica o que quer é continuar na senda dos bons resultados", insistiu, esperando contar com "jogadores que tenham fome e vontade de triunfar".

O primeiro dia de trabalho na Capital do Móvel está marcado para o dia 01 de julho, com a realização dos habituais exames médicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG