Futebol

Cova da Piedade não se apresentou mesmo no Estoril

Cova da Piedade não se apresentou mesmo no Estoril

Tal como tinha avançado o diretor geral, Edgar Rodrigues, o Cova da Piedade não compareceu esta sexta-feira no estádio António Coimbra da Mota para o encontro com o Estoril, agendado para as 18.30 horas, que marcava a abertura da oitava jornada da LigaPro.

O clube de Almada tem 17 jogadores, treinador principal e adjunto infetados com covid-19 em isolamento profilático, imposto pela delegada de saúde de Setúbal, e solicitou o adiamento do encontro, contudo a Liga Portuguesa de Futebol Profissional anota que este "pedido de ausência justificada não tem cabimento regulamentar".

Helena Pires, diretora de competições da LPFP, avançou que o Cova da Piedade não solicitou o adiamento do encontro. ""Este não é o procedimento protocolado, e que levou ao não adiamento de outros jogos. Este é um caso diferente, em que a LPFP, neste momento, ainda não sabe o que vai acontecer. Sabemos que três horas antes do jogo o Cova da Piedade tinha de entregar os atestados de aptidão médica dos jogadores e não o fez", frisou.

Por seu lado, Estoril avança não ter tido conhecimento do pedido de adiamento e por isso se apresentou ao encontro como normalmente.

A equipa de arbitragem, cerca das 19 horas, 30 minutos após a hora marcada para o início subiu ao relvado para, cumprido o tempo regulamentar de espera, o árbitro David Silva, da A. F. Porto, dar a partida por encerrada.

Para não dar o dia como perdido, o Estoril optou por fazer um treino.

Outras Notícias