Pandemia

Covid-19 faz muitos estragos no futebol europeu

Covid-19 faz muitos estragos no futebol europeu

João Félix e Gonçalo Paciência estão infetados. Itália toma medidas e reduz a lotação dos estádios para 50%.

Espanha, Alemanha, Itália, França e Inglaterra estão cada vez mais presentes no mapa da covid-19 com muitos clubes a registarem números elevadíssimos de infetados. Há portugueses na teia, entre eles João Félix (Atlético Madrid) e Gonçalo Paciência (Eintracht Frankfurt), que vão falhar os próximos jogos. Em Itália, a taxa elevada de infetados nas últimas 24 horas - quase 100 mil casos - levou a lotação dos estádios a baixar de 75 para 50%, medida a entrar em vigor a partir do dia 6 de janeiro.

Em Espanha, olhando para o caso do Atlético Madrid, é a segunda vez que João Félix contrai o vírus, em apenas 10 meses. Trata-se de mais um obstáculo numa época oscilante: apenas foi utilizado em 15 jogos e marcou dois golos. O treinador Diego Simeone também está infetado, assim como os jogadores Herrera, Koke e Griezmann, todos assintomáticos, logo não estarão presentes nos duelos com o Rayo Vallecano, para a Liga, e diante do Rayo Majadahonda, na Taça do Rei.

Na Alemanha, o avançado Gonçalo Paciência está em situação de isolamento. É um dos três infetados no plantel do Frankfurt, juntamente com Kristijan Jakic e Jens Grahl. Nesta temporada, o português alinhou em 12 partidas e concretizou quatro golos, o último a 4 de dezembro, diante do Hoffenheim.

Em Inglaterra, a situação também é crítica. O Wolverhampton, orientado por Bruno Lage, não teve jogadores suficientes, no domingo, para defrontar o Arsenal e os próximos duelos podem ser adiados, sendo que o avançado Fábio Silva foi um dos infetados.
Em França, o Bordéus tem 21 jogadores com covido-19 e o jogo da Taça, no domingo, está em risco. Vive-se um ambiente de incerteza na Europa, que pode ter como última consequência o adiamento de inúmeros jogos que vão afetar o calendário até maio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG