Itália

Crise instalada no balneário do Nápoles

Crise instalada no balneário do Nápoles

Há atualizações na novela em Nápoles. Para além do desrespeito às ordens do presidente De Laurentiis por parte dos jogadores e treinador do Nápoles, que resultou num comunicado oficial do clube a indicar a tomada de medidas contra eles, houve uma discussão entre alguns elementos do plantel e o filho do presidente.

A situação no Nápoles está conturbada desde a partida contra a AS Roma, no último fim de semana. O presidente do clube, De Laurentiis, após essa partida, ordenou aos jogadores para que estes ficassem no centro de treinos durante a semana até ao próximo jogo para o campeonato. Os jogadores não acataram a ordem do presidente e seguiram para casa, após o jogo com o Red Bull Salzburg a meio da semana, a contar para a Liga dos Campeões.

O clube rapidamente reagiu e lançou, quarta-feira, um comunicado a informar que ia tomar medidas contra os jogadores pela deturpação de ordens superiores. Para além disso, também Ancelotti estava em vias de ser despedido do clube, depois de uma suposta discussão com De Laurentiis por videochamada e por ter faltado à conferência de imprensa, indicando que pode estar do lado dos jogadores.

Segundo o jornal "Gazzetta dello Sport", depois do jogo a meio da semana contra o Red Bull Salzburg, De Laurentiis enviou o seu filho e vice-presidente do clube ao balneário para ter uma conversa com os jogadores. O capitão Lorenzo Insigne falou em nome do plantel e teve o apoio de José Callejón e de Dries Mertens. O mais exaltado foi o médio brasileiro Allan, que chegou a insultar Edoardo De Laurentiis e teve de ser acalmado pelos companheiros.

Outras Notícias