O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Cromos do Mundial: Rijkaard

Cromos do Mundial: Rijkaard

O Euro-88 é uma delícia. Último evento desportivo sem qualquer 0-0 nem cartões vermelhos. Ainda por cima, ganham os Países Baixos. No ataque, Gullit e Van Basten. Ambos do Milan. No meio, Rijkaard. Do Sporting. Errrrrr. Verdade, aparece Sporting no cromo de Rijkaard na coleção da Panini.

Frank Rijkaard é capaz de ser o jogador mais importante da história do Sporting sem nunca o ter sido. O neerlandês é um sonho de Jorge Gonçalves, o presidente das unhas de leão. A mais assanhada de todas é Rijkaard, um miúdo de 24 anos com fome de bola e sem pachorra para os treinos de Cruijff no Ajax.

Vai daí, apanha um avião para Lisboa em fevereiro de 1986 e almoça um linguado enquanto conhece a realidade sportinguista. Em outubro de 1987, volta a Lisboa, vê um treino do Sporting e aperta a mão ao treinador Keith Burkinshaw. Finalmente, em fevereiro de 1988, já acompanhado pela mulher, assina por três anos e assiste a um 0-0 vs. Espinho para a Taça de Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG