Gafes

Da risada de Ronaldo ao beijo de Casillas: momentos inesquecíveis para lá do futebol

Da risada de Ronaldo ao beijo de Casillas: momentos inesquecíveis para lá do futebol

O momento em que, na flash-interview que se seguiu à vitória do Benfica por 3-0 sobre o Aves, Bruno Lage deixou escapar a expressão "três gajos" correu a Internet, com muito humor à mistura. Mas, dos ataques de riso às amnésias, são muitas as flashes e conferências do mundo do futebol que se tornaram inesquecíveis. Recorde algumas.

Bruno Lage e os "três gajos" do Desportivo das Aves

É o caso mais recente no que às gafes diz respeito no futebol português. Após a vitória (3-0) do Benfica frente ao Aves, Bruno Lage, treinador dos encarnados, quis explicar a tática da equipa de Augusto Inácio mas acabou por se esquecer que estava a prestar declarações à comunicação social.

A crise de riso de Cristiano Ronaldo

Estávamos em 2013. O craque português estava no Real Madrid - onde jogou até 2018, quando se transferiu para a Juventus - e, juntamente com Marcelo, protagonizou um momento que fez as delícias dos jornalistas presentes e, claro está, dos adeptos. Enquanto fazia a antevisão a um encontro, o brasileiro atrapalhou-se com a língua espanhola e Cristiano Ronaldo não conteve o riso.

Paulo Fonseca e o colega de escola

Em 2015, quando treinava o Braga, Paulo Fonseca mostrou ter bastante fair-play. Depois de um jogo com o Arouca, o técnico dos guerreiros brincou com as palavras do treinador Lito Vidigal e ainda comparou o técnico dos arouquenses ao "engraçadinho" da turma.

Além do fair-play, Paulo Fonseca provou ainda ser um homem de palavra. O técnico português, já ao serviço do Shakhtar, havia prometido ir vestido se zorro para a conferência de imprensa caso vencesse o Manchester City. Os ucranianos venceram... E Paulo Fonseca cumpriu.

Jonathan, o guarda-redes confuso

Depois do empate (0-0) na visita do F. C. Porto a Moreira de Cónegos, na época passada, o guarda-redes da equipa da casa foi o escolhido para prestar declarações na flash e as palavras foram, no mínimo, caricatas e partilhadas até no Brasil. Perto do fim do duelo, os dragões marcaram um golo que acabou por ser anulado. No mesmo lance, Jonathan levou uma pancada na cabeça e acabou por ficar com a ideia que o Moreirense tinha perdido... quando o resultado acabou empatado.

Jorge Jesus irritado com jornalista

Agora, um tom mais sério. Quando ainda era treinador do Benfica e após uma vitória do Benfica frente ao Beira-mar, Jorge Jesus não gostou das perguntas feitas pelo jornalista acerca da continuidade no comando técnico das águias e decidiu abandonar a flash. Mas o português também protagonizou momentos de humor. O que dizer também dos famosos "peanuts"?

Um Mundial com muito amor

No final do Mundial2010, na África do Sul, Casillas conquistou o título ao serviço da Espanha e, na flash interview, não conseguiu reprimir os sentimentos e beijou a namorada Sara Carbonero, jornalista da Tele 5. O momento do Mundial.

Toca o hino do F. C. Porto

Durante uma conferência de imprensa na época passada, o telemóvel de um jornalista começou a tocar e o toque era nada mais nada menos do que... o hino do F. C. Porto. Sérgio Conceição não ficou indiferente ao momento insólito e acabou por ter um ataque de riso.

Cartão amarelo desilude Marinho

Marinho, lateral do Ceará, do Brasil, protagonizou um dos momentos mais caricatos no que ao futebol diz respeito. Apesar da felicidade por ter marcado um golo, Marinho acabou por ir para casa desiludido depois de o jornalista lhe dar uma notícia: um cartão amarelo impediu-o de estar presente no jogo seguinte.

David Luiz e o (mau) inglês

Pouco depois de ter assinado pelo Chelsea, o central brasileiro foi obrigado a estar presente numa conferência de imprensa. Problema? David Luiz ainda não entendia muito da língua inglesa... Por isso, restou-lhe concordar com as declarações de Lampard e Fernando Torres.

Sá Pinto exaltado

No comando técnico do Standard Liège, Sá Pinto estava claramente satisfeito por ter conseguido uma vitória, mas acabou por se exaltar e protagonizar um momento hilariante. Durante o encontro, o português foi atingido com um copo de cerveja e caiu ao chão, levando o árbitro a interromper a partida. O juiz do encontro tentou saber o que se passava e Sá Pinto começou a discutir com o árbitro. O treinador acabou expulso e, na flash, tentou explicar o sucedido mas respondeu num misto de inglês, francês e português...

Fábio Coentrão pede ajuda

No decorrer de uma época menos conseguida do Benfica, Fábio Coentrão, na altura jogador do clube encarnado, deu a receita para conseguir melhores resultados na época seguinte. Entre os "ingredientes" necessários, caiu no erro de dizer, inocentemente, que também era preciso que os árbitros dessem uma ajuda. Obviamente, os adeptos dos rivais não perdoaram a gafe.

Nuno Capucho e a vergonha

Na altura técnico do Varzim, Nuno Capucho não escondeu a revolta após um jogo frente ao Estoril, que terminou empatado 2-2. "O futebol português é uma vergonha!", fez questão de frisar. Várias vezes.

Petit e Cristiano Ronaldo animados

Quando Petit ainda era jogador, protagonizou uma conferência bastante animada ao lado de Cristiano Ronaldo, na época jogador do Manchester. Em antevisão a um jogo frente à Alemanha, o atual treinador do Marítimo até deu um "presente" ao craque.

Toni exalta-se no Irão

Numa discussão com jornalistas iranianos, Toni, na época treinador do Traktor, utilizou palavras em português que apanharam de surpresa o próprio tradutor.

Mourinho atende chamada

Durante uma conferência, quando ainda era treinador do Manchester United, o telemóvel de um jornalista tocou e José Mourinho mostrou o lado divertido: fez questão de ser o próprio a atender a chamada.