Benfica

Darwin Núnez a chegar e Carlos Vinícius de saída

Darwin Núnez a chegar e Carlos Vinícius de saída

Avançado uruguaio recusou a primeira proposta salarial do Benfica, mas o acordo está próximo. SAD quer fazer bom encaixe com venda do brasileiro.

O ataque encarnado vai sofrer uma pequena revolução. O avançado uruguaio Darwin Nuñez está muito perto de ser reforço, por 24 milhões de euros, e Carlos Vinícius prepara-se para abandonar o clube até 6 de outubro, data do fecho do mercado.

No caso do futebolista do Almería, as negociações estão a decorrer a bom ritmo mas não estão ainda concluídas. Já há um acordo de base entre os clubes, mas falta ao emblema da Luz chegar a um entendimento com o jogador. A primeira proposta salarial foi considerada demasiado baixa e Darwin aguarda, agora, por uma oferta bastante superior. Neste momento, é o principal obstáculo à finalização da transferência.

Segundo apurou o JN, não está ainda definida a forma de pagamento nem os bónus a que terão direito os empresários. Esse são outros pormenores em cima da mesa a travar o processo.

Ao contrário do que chegou a estar previsto, o Benfica não vai ceder jogadores ao emblema espanhol, que ficará apenas com uma percentagem de mais valias numa hipotética futura transferência do atleta.

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, está ansioso pelo fim da novela, já que a data da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões está cada vez mais próxima. As águias defrontam o PAOK no dia 15, em Salónica, na Grécia, e desejam contar já com este reforço.

Entretanto, o avançado sul-americano, de 21 anos, seguiu ontem para estágio em Marbella, com o Almería, que milita no segundo escalão em Espanha. Se Darwin está a chegar, Carlos Vinícius encontra-se de saída. Após um investimento enorme em vários reforços, a SAD precisa de vender com o objetivo de equilibrar o saldo financeiro e o brasileiro é um ativo importante que pode render entre 50 e 60 milhões de euros.

PUB

Oferta rejeitada

Autor de 24 golos em 47 jogos na última época, o Benfica recusou, em janeiro, uma proposta de 60 milhões de euros do Wolverhampton. Na altura, o presidente Luís Filipe Vieira considerou que poderia vender o passe de Vinícius, neste verão, por um valor mais elevado, mas a covid-19 estragou-lhe os planos.

O empresário Jorge Mendes está mandatado para encontrar um clube para o futebolista, de 25 anos, mas o facto de o mercado não ter a pujança de outros tempos, devido à crise económica, pode tornar o processo mais lento.

Vieira garante que o Benfica está a aproveitar crise para comprar talentos

O presidente Luís Filipe Vieira assegurou, na newsletter diária do clube, que as águias estão a tirar proveito da saúde financeira para construir um plantel de grande qualidade. "É nestes momentos de crise que as entidades mais robustas e consistentes conseguem, por norma, fazer os melhores investimentos", escreveu, num texto enviado aos sócios. "Com base num nivelamento por baixo dos valores de mercado, há acesso a talentos que noutras circunstâncias estariam fora de hipóteses para nós", explicou. Recentemente, as águias contrataram Vertonghen, Everton Cebolinha e Waldschmidt, jogadores que são internacionais pelos seus países. A aquisição de Jorge Jesus ao Flamengo foi abordada e o líder do Benfica referiu que existe "uma confiança alicerçada numa redobrada ambição" na contratação "de uma nova equipa técnica de reconhecida qualidade, liderada pelo treinador com mais títulos na história do Sport Lisboa e Benfica".

Krasnodar na Luz

Caso ultrapasse o PAOK na terceira pré-eliminatória da Champions, o Benfica vai jogar fora a primeira mão do play-off, diante do Krasnodar, e a segunda, na Luz. O duelo está agendado para 22 ou 23 e 29 ou 30 de setembro.

Sem internacionais

O Benfica defronta o Braga, hoje (às 19 horas), na Luz, sem oito internacionais. Tomás Tavares, Rúben Dias, Vertonghen, Svilar, Waldschmidt, Seferovic, Jota e Pizzi estão ao serviço das seleções.

À procura de central

Além de avançados, a SAD procura também um defesa central que lute pela titularidade com Rúben Dias e Vertonghen. Jardel e Ferro devem ser dispensados por Jorge Jesus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG