Desporto

Deco anuncia fim da carreira no futebol

Deco anuncia fim da carreira no futebol

O médio Deco, campeão pelo F.C. Porto, Barcelona, Chelsea e Fluminense e 75 vezes internacional pela seleção de Portugal, anunciou esta segunda-feira o fim da carreira de futebolista devido a problemas musculares.

O jogador, que completará terça-feira 36 anos, representava atualmente o Fluminense, do Rio de Janeiro, onde conquistou dois títulos do Brasil.

"É com muita tristeza e pesar que comunico o fim de minha carreira como atleta profissional. Gostaria muito de continuar até o final deste Brasileirão e ajudar a colocar a equipa novamente na Libertadores, mas não estou a conseguir", considerou o jogador num comunicado divulgado pela sua assessoria de imprensa.

Como jogador, Anderson Luís de Souza (conhecido por Deco), chegou a Portugal através do Benfica, que o contratou ao CSA de Alagoas. Esteve emprestado ao Alverca e passou pelo Salgueiros antes de ser contratado pelo F.C. Porto.

Foi nos "azuis e brancos" que Deco acabou por sagrar-se campeão nacional, conquistou uma Taça UEFA, uma Liga dos Campeões e uma Taça de Portugal. Foi eleito o melhor jogador europeu do ano de 2004 - ano em que foi titular da seleção nacional que terminou o Europeu em segundo lugar.

Transferido para o Barcelona, Deco conquistou duas ligas espanholas, duas supertaças de Espanha e de novo a Liga dos Campeões, em 2005-2006.

Após o Euro-2008, Deco mudou-se para Londres, para jogar pelo Chelsea. No clube londrino, o luso-brasileiro venceu a Premier League 2009-2010, uma supertaça inglesa e duas taças de Inglaterra.

No verão de 2010, o médio regressou ao Brasil para jogar pelo Fluminenses, histórico do Rio de Janeiro onde foi campeão logo em 2010 e em 2012.

"Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu. Deixo claro que me dediquei, esforcei e muitos me apoiaram para que eu seguisse até o final de ano. Fisicamente poderia jogar, mas os meus músculos não suportam mais", adiantou ainda Deco.

Deco jogou 75 vezes pela seleção nacional de Portugal, alinhando nos Europeus de 2004 e 2008 e nos Campeonatos do Mundo de 2006 e 2010.