F. C. Porto

Desentendimento entre Pepe e Loum começou no aquecimento

Desentendimento entre Pepe e Loum começou no aquecimento

Os dois jogadores do F. C. Porto travaram-se de razões no final do jogo com o Farense. Mas o caso ficou logo resolvido no balneário.

A troca de empurrões e argumentos entre Loum e Pepe, após o apito final do jogo com o Farense, no Algarve, ficou imediatamente resolvida, no balneário do Estádio São Luís. Depois, pela hora do jantar, no hotel onde o F. C. Porto pernoitou, o médio senegalês fez "mea culpa" através de uma publicação nas redes sociais, na qual deixou um pedido de desculpas aos adeptos, com uma menção honrosa ao capitão portista.

Segundo as informações recolhidas pelo JN, não foi nenhuma ação de jogo a espoletar o confronto entre os jogadores. O problema terá tido origem no decorrer da segunda parte, altura em que Sérgio Conceição deu ordem para os suplentes aquecerem em grupos de três, número máximo regularmente permitido. Na altura de fazer a troca dos trios em exercício, com o jogo parado, Pepe terá avisado Loum que tinha de voltar ao banco e o médio, que tem sido pouco utilizado, não gostou do reparo do central. O senegalês acabou por ser lançado nos últimos minutos e, no final, deu-se a situação entre os dois jogadores.

Consumada a vitória, Pepe foi cumprimentar o colega e, depois de o fazer, foi confrontado por este, gerando-se uma troca de empurrões. O capitão recolheu ao balneário sem participar na roda e um pouco mais tarde, nesse mesmo espaço, o grupo liderado por Sérgio Conceição sanou o problema, de uma forma em tudo idêntica a outra sucedida na época passada, em Tondela, tendo Marega como protagonista. Na altura, recorde-se, o maliano reagiu mal à ordem de ser Fábio Vieira a bater um penálti.

"Gostaria de pedir desculpas a todos os fãs do F. C. Porto pelo infeliz incidente que ocorreu esta noite. Isso nunca deveria ter acontecido. Pepe é um irmão mais velho e eu aprendi muito com ele. Às vezes, o desejo de ganhar um jogo faz com que algumas coisas lamentáveis aconteçam de um lado ou do outro. Eu sempre fui um modelo de disciplina e devoção no clube e pretendo manter-me assim", escreveu Loum que, segundo apurou o JN, não será alvo de processo disciplinar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG