Arábia Saudita

Desliga sistema de VAR para carregar telemóvel

Desliga sistema de VAR para carregar telemóvel

Um trabalhador do estádio Principe Abdullah, na Arábia Saudita, deixou o jogo entre o Al-Nassr e o Al-Fateh, da Liga, momentaneamente sem o sistema de videoárbitro (VAR), após o desligar para carregar o telemóvel.

O insólito caso aconteceu a 30 de agosto, mas só agora foi revelado pela agência de notícia saudita Ariyadhiah, sendo a quarta vez que o VAR falha em jogos da principal divisão saudita, desde que começou a ser utilizado no início da época.

Durante o encontro que opôs o atual campeão, Al Nassr, e o Al-Fateh, o sistema deixou de funcionar repentinamente, o que causou alguma confusão. Mas, na altura, não se conseguiram apurar ao certo quais as razões da falha. No entanto, e segundo a agencia noticiosa, desde aí emergiu o rumor de que teria sido um funcionário a desligar da corrente a ficha do aparelho para carregar o próprio telemóvel.

"A tecnologia VAR é interrompida como o WhatsApp ou uma falha no aeroporto, mas não é uma desculpa para nós", afirmou Fernando Trisaco, chefe do Comité de Arbitragem da Arábia Saudita, salientando: "Como software, o VAR ainda tem muitas desvantagens".

Felizmente para o trabalhador, que não foi identificado, o erro não teve qualquer efeito no jogo, que os locais venceram por 1-0.