Carlos Bilardo

Desligaram-lhe a TV: técnico da Argentina em 86 ainda não sabe da morte de "D10S"

Desligaram-lhe a TV: técnico da Argentina em 86 ainda não sabe da morte de "D10S"

Amigo, companheiro, quase um pai. Debilitado, Carlos Bilardo, treinador da seleção campeã do mundo em 1986, ainda não sabe que Maradona morreu. O irmão quis protegê-lo e inventou um problema técnico para lhe cortar o acesso à informação.

Desde quarta-feira, calou-se a televisão em casa de Carlos Bilardo, ex-treinador de futebol argentino e técnico da seleção que venceu o mundial de 1986. "Problemas com um cabo", disse-lhe o irmão, preocupado com os 82 anos e a saúde já debilitada do homem que olha para Diego Maradona como "o filho" que não teve.

Um ataque cardíaco roubou o "menino de ouro" do futebol - "El Pibe de oro" - e Jorge Bilardo, irmão de Carlos, teme o efeito da notícia, que "caiu como uma bomba" dentro e fora dos relvados.

Quando é assim, o enfermeiro que acompanha o ex-treinador, que sofre de síndrome de Hakim-Adams, uma doença degenerativa, já sabe. "Ele vive num apartamento, mas o enfermeiro que está com ele sabe que, quando acontece algo assim, a televisão tem de ser desligada", explicou Jorge, em declarações à Rádio Provincia.

PUB

Carlos Bilardo ainda não sabe, por isso, que Maradona morreu. E o irmão confessa não saber o que lhe dizer quando os "problemas com o cabo" já não servirem de desculpa. "Ele foi como um filho para o Carlos", reconheceu, contando que os dois se conheceram perto do campo do Argentino Juniors, onde Maradona começou.

"Recordo-me quando em 1983 fomos a Barcelona e o Carlos falou com ele e disse-lhe: 'olha, tu vais ser o novo capitão'. E o Diego chorou", acrescentou, lamentando o facto de não ver o antigo futebolista "há muito tempo".

"Ele deu a conhecer a Argentina. Em qualquer lugar onde se diga 'Argentina' alguém responde 'Maradona", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG