Benfica

Dez minutos de buzinão e muitos gritos: "Rua Vieira"

Dez minutos de buzinão e muitos gritos: "Rua Vieira"

Algumas dezenas de viaturas no protesto junto ao Estádio da Luz. PSP cortou rotunda e identificou adeptos.

Algumas dezenas de benfiquistas disseram "sim" ao protesto convocado nas redes sociais pelo "Movimento Rua Vieira", com o intuito de demonstrar desagrado com atual situação da equipa de futebol e a liderança da Direção. Foi um "buzinão" com dezenas de viaturas em marcha lenta à passagem pela rotunda Cosme Damião, cortada e controlada pela PSP, com três viaturas e vários agentes nas imediações. O protesto estendeu-se durante dez minutos.

A concentração começou um pouco mais cedo, mas só ganhou expressão a partir das 19.04 horas - hora com uma sequência numérica simbólica, já que coincide com a data de fundação do clube encarnado.

Aí, perante a intensificação da caravana foi necessário a intervenção dos membros da Equipa de Prevenção e Reação Imediata (EPRI) da Polícia de Segurança Pública (PSP), para obrigar os condutores a circular. E escutaram-se gritos de "Rua Vieira" e o "Benfica é nosso".

Em pleno confinamento, houve quem se aventurasse a pé e fosse dissuadido a abandonar o local pelas forças de segurança e também quem tivesse sido identificado ao ser apanhado durante a fase mais intensa do protesto numa zona próxima da rotunda.

A ação sucede quase uma semana depois de surgirem alguns cartazes com críticas aos dirigentes, na Luz, Seixal e fotos de placas com a designação "Rua Vieira" em várias cidades do país.

PUB

O encontro sucedeu também poucas horas depois de Jorge Jesus ter sugerido aos simpatizantes que deveriam organizar o "buzinão" não para contestar, mas para dar "carinho aos jogadores" que sofreram para ultrapassar a covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG