Andebol

Dinamarca inicia defesa do título com vitória, Croácia surpreendida

Dinamarca inicia defesa do título com vitória, Croácia surpreendida

A Dinamarca iniciou, esta sexta-feira, a defesa do título no Mundial2021 de andebol, no Egito, com uma vitória esclarecedora frente ao Bahrein (34-20), enquanto a Croácia deixou-se surpreender pelo Japão (29-29), em jogos da fase preliminar.

Comandados pelo jovem lateral Mathias Gidsel, de apenas 21 anos e autor de dez golos, os dinamarqueses imperaram frente a uma seleção com poucos argumentos no Cairo, que já perdia por nove golos de diferença ao intervalo.

Do grupo do campeão em título, Diego Esteban Simonet, Federico Pizarro e Federico Gaston Fernandez, todos com cinco tentos, lideraram a Argentina num triunfo tranquilo, diante da República Democrática do Congo (28-22). Do lado congolês, Johan Kiangebeni Kawola, autor de sete remates certeiros, foi o jogador em maior destaque.

A grande surpresa do dia partiu da favorita Croácia, ao deixar-se surpreender pelo Japão, empatando 29-29, num jogo do grupo C, em que os nipónicos estiveram sempre na liderança até perto do fim.

No primeiro desafio, arbitrado pela dupla lusa Ricardo Fonseca/Duarte Santos, o Qatar, comandado pelo antigo jogador do Sporting Frankis Carol (sete golos) e Ahmad Madadivenceu (oito), venceu a seleção angolana por 30-25.

O resultado mais desnivelado até ao momento da competição aconteceu no grupo A, com a poderosa Alemanha a esmagar o Uruguai, por 43-14, sendo que, na primeira parte, os sul-americanos apenas apontaram quatro golos. Com nove remates certeiros em 11 tentativas, o ponta Timo Kastening foi o melhor marcador.

Com apenas 11 jogadores na ficha de jogo, devido aos vários casos de covid-19 na comitiva, Cabo Verde fez o que conseguiu frente à mais experiente Hungria, que comandou o desafio do princípio ao fim, culminado com um resultado a seu favor (34-27).

PUB

O encontro do grupo B, entre a campeã europeia Espanha e Brasil, teve liderança espanhola durante grande parte dos 60 minutos, com vantagens que chegaram a ser de seis golos, mas os brasileiros nunca desistiram de lutar pelo resultado e até estiveram quase a vencer. Contudo, um golo de Raúl Entrerríos, a sete segundos do fim, permitiu aos espanhóis alcançar o empate (29-29).

Na mesma 'poule', a Polónia ainda permitiu que a Tunísia se superiorizasse no primeiro tempo, apesar da igualdade ao intervalo (17-17), mas, após o intervalo, tomou conta do jogo para vencer por 30-28, muito por culpa dos 11 golos apontados por Arkadiusz Moryto.

No sábado, Portugal, que lidera o grupo F da fase preliminar, com os mesmos dois pontos da Argélia, segunda classificada, defronta a seleção de Marrocos, terceiro colocado. A Islândia é quarta, ainda sem pontuar.

Passam à ronda principal os três primeiros com os pontos somados entre eles.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG