Desporto

Dinamarca saiu vitoriosa da Suécia

Dinamarca saiu vitoriosa da Suécia

Holanda garantiu a qualificação para a África do sul e a Inglaterra, de Fabio Capello, continua invicta.

A Dinamarca foi ganhar à Suécia (1-0) e reforçou a candidatura à entrada directa na fase final do Mundial de 2010, para a qual a Holanda (Grupo 9) foi a primeira selecção europeia a apurar-se.

Os dinamarqueses passaram a ser líderes isolados do Grupo 1 - libertaram-se da companhia da Hungria -, e deram uma ajuda a Portugal, que, com a sofrida vitória na Albânia, volta a sonhar com a presença na África do Sul.

A Suécia tinha a possibilidade de encurtar distâncias para o rival nórdico. Só que Ibrahimovic e companhia voltaram a desiludir e nem de penálti marcaram - falhou Kallstrom (12 m). Quem não falhou foi o dinamarquês Kahlenberg, aos 22 minutos. O golo permitiu à Dinamarca, próximo adversário de Portugal, somar a primeira vitória sobre a Suécia nos últimos 13 anos.

Se a Dinamarca segue na corrida a uma vaga na África do Sul, a Holanda garantiu, a duas jornadas do fim, a qualificação, ao bater a Islândia, por 2-1. O pleno de vitórias (seis) deixa os holandeses fora do alcance da Escócia.

Imparável continua a Inglaterra, de Fabio Capello, líder do Grupo 6. Sexto jogo, sexto triunfo, ao vencer no Cazaquistão, por 4-0. Na luta pelo segundo lugar, a Croácia cedeu um empate (2-2) em casa com a Ucrânia.

No Grupo 4, a Finlândia sofreu para vencer, em casa, o Liechtenstein (2-1) e ficar, assim, a dois pontos da Rússia, segunda. O País de Gales ganhou no Azerbaijão (1-0), mas, com sete jogos já realizados, tem poucas hipóteses de sucesso.

A goleada do dia pertenceu à Eslováquia, que passou a comandar o Grupo 3, destronando a Irlanda do Norte. Os eslovacos esmagaram (7-0) a frágil selecção de San Marino, com o ex-dragão Marek Cech a fazer dois golos.

No Grupo 7, a Sérvia reforçou a liderança, ao vencer a Áustria (1-0). José Couceiro viu complicadas as contas da Lituânia, surpreendida em casa pela Roménia (0-1).

Mesmo sem jogar, a Itália conservou a liderança do Grupo 8, já que a República da Irlanda não foi além de um empate (1-1) na Bulgária. Se os irlandeses, treinados por Trapattoni, tivessem ganho - e estiveram em vantagem - chegariam ao primeiro lugar. Empatado acabou também o Chipre-Montenegro (2-2).