Futebol

Diogo Dalot: "Sonho jogar ao lado do Cristiano Ronaldo"

Diogo Dalot: "Sonho jogar ao lado do Cristiano Ronaldo"

O defesa português Diogo Dalot deu este sábado uma entrevista ao canal desportivo "Eleven Sports", na qual falou do F. C. Porto, do desejo de jogar com Cristiano Ronaldo e dos treinadores Sérgio Conceição e Solskjaer.

"Tenho consciência que o nível na seleção é altíssimo, mas é o meu objetivo de carreira entrar na Seleção Nacional. O nível dos laterais portugueses é alto, mas sei que se continuar a trabalhar e a evoluir a oportunidade da seleção vai surgir", salientou o lateral direito, de 21 anos, continuando: "Sonho jogar ao lado do Cristiano Ronaldo. Seria uma grande conquista para mim partilhar o balneário com ele, porque sempre foi a minha maior referência. Tenho que puxar um pouco mais porque ele não vai durar para sempre".

E apesar de já ter deixado Old Trafford há mais de uma década, CR7 continua a ser uma referência no clube. "O Cristiano ainda pesa muito no Manchester United. Por tudo o que fez no clube é natural que assim seja", atirou Diogo Dalot. Apesar de estar em Manchester há quase dois anos, Diogo Dalot não esquece o F. C. Porto e sempre que pode acompanha a equipa. "Infelizmente não vou ao Dragão há muito tempo e é das coisas de que mais tenho saudades. Mantenho contacto com ex-colegas, com estrutura, roupeiros, médicos do F. C. Porto. É importante manter essa ligação com o clube que representei tantos anos", afirmou o jogador dos "red devils".

O defesa também falou dos dois treinadores que o orientaram no patamar mais alto do futebol profissional. "Cada treinador tem a sua ideia de jogo e forma de treinar. São treinadores completamente distintos no que toca a treinar e táticas. Não há treinadores iguais nem jogadores iguais. Solskjær e Sérgio Conceição são diferentes, mas retiro ao máximo o melhor de cada um e adapto-me aquilo que me pedem".

Sobre as diferenças de ambiente no Dragão e em Old Trafford, Diogo Dalot gostaria de ver uma mistura entre ambos. E explica: "São dois ambientes completamente diferentes. Há momentos em que no Manchester United era necessário haver uns SuperDragões e há momentos em que o Estádio do Dragão precisava de adeptos ingleses. Em Inglaterra o público faz-te ter urgência em ir para a baliza e que se concretize a jogada. Mas são dois ambientes espetaculares, que tornam o futebol especial".

Dalot partilhou balneário com João Félix, do Atlético de Madrid, dos sub-10 aos sub-15 dos azuis e brancos, e não se mostrou surpreendido pelo sucesso do ex-companheiro de equipa. "É um motivo de orgulho vê-lo crescer porque partilhei o início do futebol com ele. Tem capacidade para ser uma referência no futebol europeu. Continuo em contacto com o João Félix. No outro dia desafiou-me a jogar Playstation mas ainda não foi possível. Em breve jogamos", finalizou.

Outras Notícias