Desporto

Djokovic e Federer tremem e Azarenka "cai" em Roland Garros

Djokovic e Federer tremem e Azarenka "cai" em Roland Garros

O sérvio Novak Djokovic e o suíço Roger Federer sofreram, este domingo, para seguir em frente no torneio de Roland Garros em ténis, num dia em que a bielorrussa Victoria Azarenka, líder da hierarquia feminina, foi afastada.

Djokovic, número um mundial, esteve a perder por 2-0, mas acabou por dar a volta ao encontro com o italiano Andreas Seppi, 22.º cabeça de série, por 4-6, 6-7 (5-7), 6-3, 7-5, 6-3.

"Adorava esquecer este encontro. É um daqueles dias em que nada saiu bem. Tive de me superar para vencer. É o único ponto positivo desta jornada", referiu o sérvio, que procura ser o primeiro tenista desde 1969 a deter os quatro torneios do Grand Slam ao mesmo tempo.

Perante o surpreendente belga David Goffin, um "lucky loser" que chegou aos oitavos de final em Roland Garros, Roger Federer, número três mundial, perdeu o primeiro "set" por 5-7, mas acabou por conseguir a reviravolta por 7-5, 6-2, 6-4.

"Dei-me mal com o vento hoje. E as condições são mais lentas do que nos últimos anos. O meu nível de jogo pode ainda melhorar. Acho que vai ser bom para mim encontrar alguém que conheça bem, que não tenha segredos para mim", referiu Federer.

Na próxima ronda, Federer vai defrontar o vencedor do encontro entre o argentino Juan Martin del Potro e o checo Tomas Berdych, que foi interrompido por falta de luz, quando o vencedor do Estoril Open vencia por 7-6, 1-6, 6-3.

Também Djokovic terá de esperar pelo seu adversário, uma vez que Jo-Wilfred Tsonga, que procura ser o primeiro francês a chegar aos quartos de final dos quatro torneios do Grand Slam, viu o seu jogo com o suíço Stanislas Wawrinka ser interrompido quando comandava por 6-4, 7-6, 3-6, 3-6, 4-2.

A eslovaca Dominika Cibulkova, 15.ª favorita, provocou a grande surpresa do dia, ao afastar Victoria Azarenka, número um mundial e vencedora do Open da Austrália, primeira prova do Grand Slam, por 6-2, 7-6.

A australiana Samantha Stosur, sexta pré-designada, e a alemã Angelique Kerber, 10.ª, confirmaram o favoritismo e afastaram a croata Petra Martic (7-5, 6-4) e a norte-americana Sloane Stephens (6-3, 7-5), respetivamente, enquanto a italiana Sara Errani, 21.ª, bateu a russa Svetlana Kuznetsova, 26.ª, por 6-0, 7-5.