Novak Djokovic

Djokovic mais líder do ténis mundial e Gastão Elias sobe ao melhor lugar de sempre

Djokovic mais líder do ténis mundial e Gastão Elias sobe ao melhor lugar de sempre

O tenista suíço Roger Federer recuperou, esta segunda-feira, o "estatuto" de perseguidor do sérvio Novak Djokovic, líder do "ranking", depois de desalojar o britânico Andy Murray do segundo lugar da hierarquia mundial.

Nas contas portuguesas, Gastão Elias, recente vencedor do "challenger" brasileiro de Santos, uma semana depois de ter chegado às meias-finais em Itajai, também em solo brasileiro, "galgou" 20 lugares, figurando esta semana no lugar 113, a sua melhor classificação de sempre.

Mesmo sem ter disputado o Masters de Monte Carlo, ganho por Djokovic, Federer foi protagonista da única "promoção" entre o "top-10", aproveitando a eliminação precoce de Murray no Mónaco (logo na terceira ronda).

Esta troca acabou por cimentar a liderança de Djokovic, que domingo acabou com uma série de oito troféus consecutivos de Rafael Nadal, ao bater o espanhol na final, por 6-2 e 7-6 (7-1).

Apesar da derrota de Nadal, que não perdia um encontro em Monte Carlo desde 2003 e levava já 46 triunfos consecutivos no principado, o espanhol manteve o quinto posto da classificação mundial.

O argentino Juan Martin del Potro, mais uma vez o cabeça de cartaz do novo Portugal Open (ex-Estoril Open), manteve o sétimo posto da hierarquia, apesar de inesperadamente eliminado logo na terceira ronda de Monte Carlo.

João Sousa continua a ser o melhor português, mas esta semana voltou a cair na classificação, ficando um pouco mais longe do regresso ao "top-100", já que ocupa hoje o lugar 104.

Em femininos, o grupo de elite das dez melhores do Mundo não sofreu qualquer alteração e continua a ser liderado pela norte-americana Serena Williams.

Maria João Koehler mantem-se também às portas do "top-100", continuando na 105.ª posição, enquanto Michelle de Brito desdeu seis posições, figurando na lista de hoje no 137.º lugar.