Desporto

Dois adeptos do Benfica-Sporting condenados a dois anos de prisão com pena suspensa

Dois adeptos do Benfica-Sporting condenados a dois anos de prisão com pena suspensa

Dois dos três adeptos de futebol detidos por posse de engenhos explosivos durante o "derby" Benfica-Sporting foram condenados, esta segunda-feira, a penas de dois anos e dois anos e meio, suspensas por períodos iguais.

Diolávio Nogueira, 23 anos, foi condenado com uma pena de dois anos, suspensa por igual período, por ter sido apanhado com um petardo de fabrico artesanal antes do início do jogo. Foi ainda condenado a uma pena de interdição de acesso a recintos desportivos durante um ano.

José Silva, 35 anos, foi punido com uma pena de dois anos e seis meses, suspensa por igual período, por ter brandido uma tocha incendiária na altura do golo do Benfica. Também estará impedido de aceder a recintos desportivos durante um ano e meio.

Os dois poderão ainda recorrer das sentenças, possibilidade que os respectivos advogados não afastaram. A advogada de José Silva afirmou mesmo que o seu constituinte "manifestou vontade de recorrer", possibilidade que o advogado de Diolávio Nogueira disse ainda ter que analisar com o cliente.

Benfica e Sporting defrontaram-se em 26 de Novembro no estádio da Luz, em jogo da 11.ª jornada da Liga de futebol, ganho pelos "encarnados" por 1-0.