Exclusivo

Dois berros de Paulinho na viagem pela montanha russa

Dois berros de Paulinho na viagem pela montanha russa

Avançado leonino, tantas vezes criticado, veste a pele de herói e derruba a resistência arouquense, com um bis. Golo anulado ao Antony gera polémica na primeira meia-final.

Dois golos de Paulinho permitiram, esta terça-feira, ao Sporting bater o Arouca (2-1) e carimbar o passaporte para a terceira final consecutiva na Taça da Liga, a quinta em seis anos. O leão esteve por cima na primeira etapa, em alguns momentos foi quase imperial, mas sofreu um susto em cima do intervalo, valendo-lhe a intervenção do VAR. O Arouca foi competente e revelou forte atitude para nunca se desunir. Num minuto, foi do céu ao inferno, mas, na segunda parte, ainda relançou o encontro com o golo de Dabbagh.

O onze de Armando Evangelista entrou atrevido, mas sentiu a energia do leão, que beneficiou do dinamismo e entrosamento de Edwards e Nuno Santos. A fluidez e simplicidade do jogo nas alas não encontrava, porém, idêntica clarividência na zona de tiro. Pedro Gonçalves e Morita estiveram desinspirados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG