O Jogo ao Vivo

Desporto

Domingos lamenta "resultado escasso" e protege Yannick das críticas

Domingos lamenta "resultado escasso" e protege Yannick das críticas

O treinador do Sporting afirmou na quinta-feira que o triunfo sobre os dinamarqueses do Nordsjaelland (2-1), para a Liga Europa de futebol, pecou por "escasso" e desvalorizou os assobios que os adeptos reservaram a Yannick.

"Era um jogo decisivo e fizemos tudo para o ganhar. A equipa voltou a fazer o que fez nos outros jogos, criou muitas oportunidades para marcar, teve total supremacia e o resultado peca por escasso", disse Domingos Paciência, no final do encontro que apurou o Sporting para a fase de grupos da Liga Europa.

No entanto, o técnico 'leonino' referiu que "era escusado ter sofrido aquele golo no final" e admitiu que existiu "algum nervosismo na hora da decidir os lances", realçando ainda o desempenho do guarda-redes adversário "pela quantidade de defesas que fez".

Sobre o futuro na competição, Domingos mostrou-se preparado para enfrentar qualquer oponente, já que o objectivo do Sporting é "passar esta fase".

"A partir deste momento, independentemente do valor das equipas, será sempre melhor para o Sporting. Estamos preparados para defrontar grandes equipas e o objectivo é passar esta fase", sublinhou.

Domingos falou ainda sobre a situação de Yannick Djaló, que foi bastante apupado pelos adeptos sportinguistas, e revelou uma conversa que teve com o avançado, em que este afirmou que "não sentia o carinho dos adeptos".

"Tive oportunidade de falar com o Yannick antes do jogo e perguntei-lhe qual era o problema e ele disse-me que não sentia o carinho dos adeptos. Só tem de continuar a trabalhar, mas ele nunca irá jogar ou deixar de jogar pela pressão que vem de fora. Isso não tem qualquer influência nas minhas decisões", reiterou.

O treinador da formação de Alvalade foi igualmente confrontado com o facto de ter colocado apenas dois reforços no 'onze' inicial desta noite, mas garantiu que não falta confiança nos novos jogadores e que "há que dar tempo para consolidar uma equipa".

Do lado do Nordsjaelland, o técnico Kasper Hjulmand disse que o triunfo do Sporting foi justo, pelas "muitas oportunidades" que criou, mas foi o segundo golo 'leonino' que acabou com as aspirações dinamarquesas.

"O segundo golo 'matou-nos'. Mesmo depois de sofrermos o primeiro golo, sentíamos que poderíamos fazer qualquer coisa nos últimos 10 minutos, através das bolas paradas, mas aquele golo acabou com as nossas aspirações", lamentou.