Futebol

Domínio intenso sobre Benfica e Sporting em 30 anos de Pinto da Costa

Domínio intenso sobre Benfica e Sporting em 30 anos de Pinto da Costa

Foi há exatamente três décadas que Pinto da Costa se tornou presidente do F. C. Porto. Desde esse dia, o clube azul e branco, o futebol português e o próprio desporto nacional nunca mais foram os mesmos...

O dia 17 de abril de 1982 marcou a viragem no destino do F. C. Porto, pela mão de Jorge Nuno Pinto da Costa. Eleito num período conturbado do emblema portista, depois de, com José Maria Pedroto a treinador, ter sido diretor do futebol durante a década de 70, já com assinalável sucesso, o dirigente assumiu em definitivo as rédeas do clube, com o projeto de lhe dar capacidade para lutar de igual para igual com os rivais de Lisboa e de lhe fazer ganhar expressão internacional.

Trinta anos depois, não há nada que Pinto da Costa não tenha conseguido. No plano interno, o F. C. Porto passou a dominar a concorrência, com 18 campeonatos ganhos nos últimos 30 anos, e também adquiriu dimensão mundial, graças aos sete troféus internacionais conquistados, incluindo a Taça dos Campeões Europeus, em 1987, e a milionária Champions League, em 2004.

* COM NORBERTO A. LOPES

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa