F. C. Porto - Belenenses SAD

Dragão diz adeus à época com golos e nota artística

Dragão diz adeus à época com golos e nota artística

Equipa portista fecha 2021/21 a golear o Belenenses SAD. Taremi, Grujic, Toni Martínez e Diogo Leite deram corpo à superioridade azul e branca.

Invicta Uma exibição séria, cheia de brio e com momentos de boa nota artística permitiu aos azuis e brancos despedirem-se de 2020/21 com uma goleada ao Belenenses SAD que, a salvo de qualquer drama na tabela, tentou jogar olhos nos olhos com o dragão, mas acabou vergado a uma derrota bem pesada. O jogo foi antecedido por uma homenagem dos lisboetas que, em pleno relvado do Dragão, mostraram uma tarja com as imagens dos falecidos Pavão, Reinaldo Teles e Alfredo Quintana. Um momento que seria muito aplaudido se estivessem adeptos nas bancadas, antes do primeiro momento de festa, aos 14 minutos. Após um contra-ataque portista, Varela, em ação defensiva, falhou a receção e perdeu a bola para Otávio, que serviu Taremi para um golo muito fácil do iraniano.

A equipa lisboeta tentou estender o jogo, rondou a baliza de Marchesín, mas não estava preparada para o excesso de velocidade de João Mário. O extremo, que voltou a ser utilizado a defesa direito, passou como uma seta por Rúben Lima e tocou atrasado para o remate na passada de Grujic (2-0). Os papéis inverteram-se dois minutos depois, quando João Mário perdeu a bola para Lima e o lateral esquerdo cruzou para o remate de primeira de Cassierra que embateu com estrondo na barra da baliza portista. Os dragões festejariam o terceiro, com Taremi a marcar depois de uma excelente jogada coletiva, mas o lance foi (mal) anulado pelo árbitro que não deu a lei da vantagem e assinalou uma falta à entrada da área.

A esperança que o Belenenses SAD pudesse ter em conseguir um resultado positivo no Dragão esfumou-se logo no arranque da segunda parte. Ao tentar sair com futebol apoiado, Cafu Phete perdeu no corpo a corpo com Taremi e o iraniano lançou Toni Martínez para o terceiro da tarde. A goleada foi confirmada nos últimos dez minutos, quando Diogo Leite respondeu a cabeça a um livre de Fábio Vieira, assinando o último golo de 2020/21 no Dragão. Para o ano há mais.

POSITIVO: Taremi e Toni Martínez mostraram eficácia e João Mário voltou a responder bem como defesa direito. Excelente atitude do Belenenses SAD, que cheirou o golo

NEGATIVO: Luis Díaz passou ao lado do jogo e complicou muitas vezes o que era fácil. Dois erros individuais, de Varela e Cafu Phete, apressaram a queda dos lisboetas na Invicta.

ÁRBITRO: Não deu a lei da vantagem e beneficiou o infrator num lance em que Taremi marcou. Foi o único erro grave numa arbitragem segura de João Bento.

PUB

Veja o resumo:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG