Liga dos Campeões

Dragões goleados em casa pelos "reds"

Dragões goleados em casa pelos "reds"

Noite de pesadelo para o F. C. Porto, esta terça-feira, que, em dia de aniversário, foi goleado (5-1), no Estádio do Dragão, por um Liverpool claramente superior, no segundo jogo do Grupo B da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Tudo correu mal aos azuis e brancos na noite do 128.º aniversário. O central Pepe foi baixa de última hora momentos antes do início do encontro, por se ter ressentido da lesão durante o aquecimento, entrando para o lugar Fábio Cardoso. E para complicar ainda mais a vida ao treinador Sérgio Conceição, Otávio saiu lesionado aos 14 minutos, dando a vez a Fábio Vieira.

Nos minutos iniciais o F. C. Porto até conseguiu equilibrar a partida, mas aos poucos a formação comandada por Jurgen Klopp começou a ganhar ascendente e foi criando situações de perigo.

Na baliza, Diogo Costa foi segurando o nulo, mas aos 18 minutos, acabou por sofrer o primeiro golo, num lance em que o defesa Zaidu ficou mal na fotografia. Curtis Jones fez um cruzamento/remate para a área, o guardião portista defendeu para os pés do lateral, mas este não conseguiu segurar a bola e o astuto Mohamed Salah não desperdiçou a oportunidade para abrir o marcador.

A pressão do Liverpool intensificou-se, a defesa portista tremeu e não fossem as intervenções de Diogo Costa a evitarem males maiores, o resultado seria ainda mais desnivelado. Ainda assim, o guarda-redes não se livra de uma má abordagem no lance que deu origem ao segundo golo dos "reds", apontado por Sadio Mané, mesmo em cima do intervalo. O senegalês parecia estar adiantado, mas o VAR confirmou a posição regular.

No segundo tempo, os ingleses continuam a ter o domínio do encontro, expresso com o 0-3, apontado por Mohamed Salah, bem como com um punhado de outras ocasiões.

A um quarto de hora do final, Taremi reduziu, num cabeceamento certeiro a cruzamento exímio de Fábio Vieira, dando algum alento à equipa. Mas dois minutos depois, Diogo Costa foi até ao meio-campo portista para aliviar uma bola disputada entre Marcano e Firmino e o jogador dos "reds" aproveitou a baliza aberta para fazer o quarto tento da equipa.

PUB

O guarda-redes português ainda tentou evitar que a bola entrasse, mas quando lhe conseguiu tocar, esta já tinha ultrapassado completamente a linha de golo.

O pesadelo dos dragões não se ficou por aqui, e sofreram o 5-1, aos 83 minutos. Após um livre que a defesa azul e branca não despachou, a bola sobrou para Firmino, que bisou, num lance validado pelo VAR.

Com este desfecho, os dragões somam apenas um ponto, caindo para a terceira posição do Grupo B, que é liderado pelo Liverpool, com seis pontos. O Atlético de Madrid ascendeu ao segundo lugar depois de ter vencido, em Itália, o último AC Milan, por 2-1, com o golo do triunfo, de penálti, a surgir aos 90+7, no penálti de Luis Suárez, depois de Rafael Leão ter aberto para os transalpinos e Griezmann ter empatado para os colchoneros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG