Desporto

Duarte Benevente foi segundo na Pala em novo triunfo de Rashed Al Qemzi

Duarte Benevente foi segundo na Pala em novo triunfo de Rashed Al Qemzi

O jovem piloto da equipa Abu Dhabi, Rashed Al Qemzi, com o tempo de 36:51.862, venceu de novo o GP de Baião, dois anos após ter-se sagrado campeão do Mundo de Motonáutica em Fórmula 2 (F2) na pista da Pala, no rio Douro. Duarte Benevente foi segundo a 2.336 segundos, após as 40 voltas ao circuito.

O Grande Prémio de Baião, segunda prova do Mundial de F2, esteve em risco de não se realizar devido ao vento que se fez sentir durante toda a tarde e que poderia colocar em perigo a vida dos pilotos. Porém, ao final da tarde o vento acalmou e permitiu que a corrida se disputasse, ainda que a pista tenha ficado mais lenta.

Apesar da natural apreensão dos intervenientes face às condições atmosféricas, o piloto dos Emirados Árabes Unidos (EAU) dominou do início ao fim a prova não dando quaisquer hipóteses aos adversários.

A novidade do GP de Baião acabou por ser o último lugar do pódio, ocupado por uma mulher, a sueca Bimba Sjöholm que cortou a meta na terceira posição com mais 14. 544 segundos que o vencedor. De resto, o pódio do GP de Baião foi um decalque das posições obtidas nas classificações realizadas na véspera.

O lituano Edgaras Riabko, foi quarto da geral o que lhe garantiu mais nove pontos em Baião que somados aos vinte que tinha alcançado na prova anterior realizada na Lituânia permite-lhe manter-se no comando do Mundial com 29 pontos.

A derradeira prova do campeonato está agendada para o próximo domingo, em Vila Velha de Rodão. Pelo que se viu em Baião, em condições normais, Rashed Al Qemzi com a nova embarcação que este domingo estreou em Baião tem fortes probabilidades de voltar a vencer e sagra-se o novo Campeão Mundial.

A prova da pala que teve na plateia o secretário de Estado do Desporto, Paulo Rebelo, e o presidente da entidade Porto Turismo Norte de Portugal, Luís Pedro Martins.

PUB

"Foi uma boa jornada para o desporto, mas também para o turismo da região", salientou Paulo Pereira, autarca de Baião, fazendo notar que toda a oferta hoteleira e de restauração "esteve esgotada durante o fim de semana, o que prova que aposta neste tipo de iniciativas é uma aposta ganha".

O Campeonato do Mundo de 2021, por causa da pandemia, é composto apenas por três provas - Lituânia e Portugal com duas provas, Baião e Vila Velha de Ródão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG