Brasil

"É a maior tragédia dos 123 anos de história do clube", diz presidente do Flamengo

"É a maior tragédia dos 123 anos de história do clube", diz presidente do Flamengo

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, revelou que no clube estão todos de luto pelo incêndio no centro de treino que matou dez pessoas.

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, revela estar consternado com o incêndio que matou dez pessoas no centro de treinos do clube do Rio de Janeiro.

"Estamos todos consternados. Essa é certamente a maior tragédia que esse clube passou em 123 anos da sua história com a perda dessas dez pessoas", afirmou o líder máximo do Flamengo.

"O mais importante agora é tentar minimizar o sofrimento e a dor dessas famílias. Podem estar certos de que o Flamengo está a tratar disso e que não poupará esforços. Estamos a colaborar com as autoridades para que as causas desse incêndio sejam apuradas", acrescentou Rodolfo Landim. "Todos no clube estamos de luto. É uma tristeza enorme", finalizou.

Entretanto, o comandante de busca e salvamento dos bombeiros, Douglas Henaut, falou sobre o cenário encontrado quando chegaram ao centro de treinos do Flamengo.

"Quando chegámos para o resgate percebemos que as pessoas que estavam dentro da estrutura não tinham como sair com vida", afirmou, revelando que os três feridos sobreviventes foram encontrados no exterior da zona destruída pelo incêndio.

Recorde-se que ao início da manhã desta sexta-feira um incêndio deflagrou no centro de treinos do Flamengo, tendo feito dez mortos. Há suspeitas de que a causa do incêndio é um curto circuito, mas oficialmente as autoridades não confirmam a tese.