O Jogo ao Vivo

Espanha

Empresa portuguesa constrói metade da cobertura do estádio do Real Madrid

Empresa portuguesa constrói metade da cobertura do estádio do Real Madrid

Martifer ganha obra no recinto dos campeões europeus de futebol. Grupo luso já teve papel relevante no Euro2004.

A Martifer Metallic Constructions, empresa de Oliveira de Frades, vai assegurar a construção de metade da cobertura do Estádio Santiago Bernabéu, a histórica casa do Real Madrid, revela o jornal "Negócios", nesta terça-feira.

A companhia com sede no distrito de Viseu, vocacionada para a área da construção, ganhou o contrato para a execução e montagem de 2 200 módulos para a cobertura Sul e Oeste do futuro Estádio Santiago Bernabéu, ficando os restantes 50% da cobertura do recinto a cargo da empresa espanhola Proinller.

PUB

O grupo português não revelou o valor do contrato, que surge no âmbito das grandes transformações em curso no Santiago Bernabéu, que envolvem um investimento total de 800 a 900 milhões de euros. O recinto, inaugurado em 1947 e que no próximo dia 14 de dezembro completa 75 anos, terá capacidade para 85 mil pessoas.

A cobertura móvel permitirá a otimização da entrada de luz solar no estádio e a adaptação do espaço interior a diferentes tipos de eventos e condições climatéricas. Florentino Pérez, presidente dos atuais campeões europeus de futebol, já disse que o objetivo do Real Madrid é transformar a histórica infraestrutura no "melhor estádio do Mundo", permitindo "a melhoria da imagem, marca e cidade".

No caso concreto da empreitada a cargo da Martifer, a obra teve início em abril deste ano e tem conclusão prevista para o final de 2023. O grupo luso terá como cliente a construtora FCC, sendo que o projeto de arquitetura está a cargo do gabinete GMP.

"Encaramos cada projeto como um novo desafio e com a nossa capacidade de construção e inovação ultrapassamos todas as barreiras", pode ler-se no site oficial da empresa.

Em atividade desde 1990 em Oliveira de Frades, onde a empresa foi fundada por dois irmãos, Carlos e Jorge Martins, em conjunto com António Bastos Pereira, a Martifer atua no setor das estruturas metálicas e emprega cerca de 1400 pessoas.

Aquando do Euro2004, este grupo português já teve uma participação importante, na construção dos estádios que surgiram a propósito da competição europeia de seleções, destacando-se os contributos operados nos três maiores recintos do país: Luz, Dragão e Alvalade.

De momento e além da obra na capital espanhola, a empresa de Oliveira de Frades tem em curso diversos trabalhos, ao nível da construção metálica, no Aeroporto Marselha-Provence (França) e na Gare de Mons (Bélgica). Em termos desportivos está também a operar no Estádio Félix Houphouet Boigny, em Abidjan, na Costa do Marfim. Em Portugal tem em desenvolvimento a "Infinity Tower", em Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG