Futebol

Empresário de Schettine diz que Braga nunca abordou jogador diretamente

Empresário de Schettine diz que Braga nunca abordou jogador diretamente

Um dos empresários de Guilherme Schettine, Allan Moran, garantiu esta segunda-feira à agência Lusa que o Braga nunca abordou diretamente o jogador, como acusa o Santa Clara.

Em resposta ao Sporting de Braga, que considerou que o clube açoriano faltou à palavra dada aos representantes do jogador, o Santa Clara acusou esta segunda-feira o Sporting de Braga de fazer "abordagens diretas" a "atletas profissionais de outras instituições com contrato de trabalho".

"Não, o Guilherme nunca falou diretamente com o Braga, nem tinha porquê, foi sempre connosco [empresários do jogador] que o Braga falou, o Braga nunca abordou diretamente o jogador", assegurou à Lusa Allan Moran, um dos empresários do jogador brasileiro.

O Sporting de Braga revelou esta segunda-feira ter desistido da contratação do futebolista brasileiro, deixando críticas ao clube açoriano e, indiretamente, ao Benfica, apontando que "o futebol português transformou-se num teatro de marionetas".

Allan Moran corroborou basicamente o conteúdo do comunicado arsenalista, lamentando que quem tenha sofrido mais com tudo tenha sido o jogador.

Segundo esse comunicado, já depois de Guilherme Schettine ter recusado a proposta do Benfica por entender que, desportivamente, o Sporting de Braga seria a melhor opção atualmente, o clube liderado por António Salvador "reiterou o seu interesse" com uma proposta formal, "após saber pelos empresários de Schettine que havia o compromisso por parte do Santa Clara de negociar o avançado pelos mesmos valores [1,5 milhões] discutidos com o Benfica".

O Santa Clara terá respondido ao líder minhoto "que não negociaria com o Sporting de Braga por ter um compromisso pessoal para colocar o jogador no Benfica e por temer represálias, remetendo para a cláusula de rescisão e assim faltando à palavra dada aos representantes do jogador", dizem os bracarenses.

Fonte oficial do Sporting de Braga disse à Lusa que o "Santa Clara respondeu a factos com insinuações, pois sabe que não pode aspirar a mais do que criar uma cortina de fumo".

"Por conseguir fazer prova das acusações que lançou, o Sporting de Braga reforça que nunca abordou o jogador, antes foi abordado pelos seus representantes, que sugeriram Schettine ao nosso clube mediante as condições impostas pela SAD açoriana", acrescentou.

A mesma fonte deixou ainda "o desafio para que o Santa Clara concretize a ameaça e remeta efetivamente para a Liga e para a Federação a fim de se esclarecer este lamentável episódio de forma cabal".