Desporto

Empresário diz que dois jogadores trocaram Sporting pelo F. C. Porto por decisão dos pais

Empresário diz que dois jogadores trocaram Sporting pelo F. C. Porto por decisão dos pais

O representante dos futebolistas sub-15 Moreto Cassamá e Idrisa Sambú confirmou, esta quarta-feira, que estes se transferiram do Sporting para o F. C. Porto, uma decisão com a qual discordou mas que foi "da exclusiva responsabilidade dos pais".

"Tudo indica que houve um assumir do compromisso com o F. C. Porto. Há situações a tratar de pontos de vista diferentes para os pais, mas quem manda são os pais. Evidentemente, em último caso eu não tenho alternativa senão seguir a decisão dos pais, caso queira continuar a representar os jovens", disse à agência Lusa Catió Baldé.

O representante de Cassamá e Sambú, que jogavam no escalão de iniciados do Sporting, é o mesmo do jogador Bruma, que no Verão travou um diferendo com o clube leonino sobre a validade do seu contrato, acabando por se transferir para os turcos do Galatasaray

Cassamá e Sambu estiveram indiretamente envolvidos no "caso Bruma", uma vez que, na altura, cessaram atividade pelo Sporting enquanto estavam "à espera" do desfecho do conflito que opunha o seu "representante desportivo" ao Sporting.

Catió Baldé diz que os casos são diferentes, mas admite que o seu envolvimento no "caso Bruma" o coloca agora em dificuldades perante propostas de clubes aos pais dos jogadores.

"Houve uma discussão séria sobre o que seria melhor [para Cassamá e Sambú] e eu encontro-me numa posição difícil, porque as pessoas lembram-se do meu episódio, da questão do Bruma, e aí a família faz 'finca-pé'. Essa decisão de escolher o F. C. Porto é da exclusiva responsabilidade dos familiares", disse.

O agente sublinhou que os jogadores se transferiram para o F. C. Porto por causa do projeto desportivo, e não apenas por questões salariais.

PUB

"Evidentemente, os pais (...) não têm culpa que apareçam clubes a apresentar-lhes propostas muito boas, tanto para eles [jogadores] como para a família. Aí já não se pode discutir que estão a pensar no dinheiro ou não. Aqui não se pesou só as questões financeiras, mas sim um projeto desportivo", explicou Catió Baldé.

Confrontado com posições que assumiu no passado - em que declarou que o melhor para os jogadores seria permanecer na Academia do Sporting em Alcochete - Catió Baldé disse que mantém esse entendimento.

"Eu tenho essa posição, e até por causa disso eles recusaram liminarmente a possibilidade do estrangeiro e optando por ficar em Portugal, num clube português que também tem tradição, como é o caso do F. C. Porto", afirmou.

Catió Baldé referiu ainda que o Sporting fez tudo o que podia para manter os jogadores, cujos nomes constavam ainda, esta quarta-feira de manhã, no site que lista os plantéis da formação do clube.

"O Sporting tudo fez, tudo tentou até à última hora, tudo e mais alguma coisa, mas a decisão é da família, dos patronos [dos jogadores]. Nós podemos aconselhar e dar ideias, mas tudo bem, optou-se por um clube português", disse o representante de Cassamá e Sambú.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG