Gil Vicente - Benfica

Empurrão tardio mantém águias na luta pelo poleiro

Empurrão tardio mantém águias na luta pelo poleiro

Benfiquistas demoraram 84 minutos a quebrar a resistência dos gilistas, mas rematam terceira vitória seguida com nota artística assinada por Grimaldo

O Benfica mantém-se no poleiro da Liga, depois ter ido até Barcelos dar um "empurrão" ao Gil Vicente, que partilhava o lugar de topo, mas acabou derrubado com os golos tardios de Lucas Veríssimo e Grimaldo, numa partida em que as águias demoraram a mostrar as garras, mas foram premiadas pela persistência.

A equipa de Jorge Jesus, que surgiu com seis alterações em relação ao jogo prévio, com o PSV, da Liga dos Campeões, demorou 84 minutos a dobrar a resistência dos galos, precisando de recorrer à artilharia mais pesada, na parte final, para manter a senda vitoriosa.

Isto porque os gilistas, que ainda não tinham experienciado a derrota nem sequer sofrido golos nas duas rondas iniciais, entraram no desafio a justificar o bom arranque de época. Mesmo permitindo que o Benfica tivesse mais iniciativa, o Gil Vicente foi tapando os caminhos para a baliza e mostrando-se atrevido no contra-ataque.

Ainda assim, os lisboetas somaram suficientes oportunidades para recolherem em vantagem ao descanso, nomeadamente num remate de Taarabt à barra e numa perdida de Yaremchuk com a baliza à mercê, que terão servido de motivação para a segunda parte. Nesse reatamento, o Benfica entrou a todo o gás, com Gonçalo Ramos e Everton a deixarem cedo as primeiras ameaças, perante um adversário que ia dando sinais de menor fulgor e confiança.

PUB

Jorge Jesus apercebeu-se dos indícios de fraqueza dos gilistas e, em apenas duas vagas, lançou André Almeida, João Mário, Pizzi, Darwin e Grimaldo. A equipa ganhou quase instantaneamente maior volume de jogo e presença na área contrária, levando o treinador local a cerrar fileiras, montando uma defesa com cinco homens.

No entanto, a muralha barcelense foi, paulatinamente, abrindo brechas, e aos 84 minutos, na sequência de um canto, ruiu numa desatenção que deixou Lucas Veríssimo solto para inaugurar o marcador. Mesmo em vantagem, o apetite das águas não estava saciado e, pouco depois, Grimaldo fez um golo de levantar o estádio, com um remate pleno de inspiração, e selou o 2-0 final.

Veja o resumo do jogo:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG