Exclusivo

Época: Candidatos ganham forma para o ataque ao título

Época: Candidatos ganham forma para o ataque ao título

Acabaram-se os testes e as experiências. A partir de agora, tudo o que vier é a sério, a contar, e determinará se 2022/23 será para recordar ou para esquecer para F. C. Porto, dominador incontestado da época passada, Sporting, Benfica e Braga, o trio que renova ambições depois de uma temporada mais ou menos desapontante.

Com o final anunciado da pré-temporada - os dragões disputam já hoje a Supertaça e as águias jogam daqui a três dias a primeira-mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões -, é tempo de perceber as possíveis ilações que os quatro treinadores tiraram, sendo que dois deles chegaram neste defeso aos respetivos clubes. Neste sentido, Sérgio Conceição e Ruben Amorim terão tido a vida mais facilitada, devido ao conhecimento acumulado dos plantéis à disposição, e, por isso, não é de estranhar que F. C. Porto e Sporting sejam as equipas que, tendo em conta os onzes apresentados nos particulares, menos novidades devem apresentar no início da nova temporada. Pelo contrário, o Benfica agarra-se às ideias de Roger Schmidt e promete ser significativamente diferente, com mudanças preparadas na defesa, no meio-campo e no ataque, seja devido à contratação de novos jogadores ou ao espaço que outros recuperaram nas opções iniciais. Já o Braga foi o que menos desvendou do que vai apresentar nos primeiros tempos de 2022/23, já que Artur Jorge não apresentou um onze base.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG