Futebol

Equipa feminina dos EUA ameaça boicotar olimpíadas

Equipa feminina dos EUA ameaça boicotar olimpíadas

A equipa feminina de futebol dos Estados Unidos ameaçou boicotar a sua participação nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, caso a Federação não reveja a disparidade salarial existente com a congénere masculina.

"Um boicote aos Jogos Olímpicos está em cima da mesa", declarou Becky Sauerbrunn, em entrevista à cadeia de televisão ESPN.

Becky Sauerbrunn recorreu à justiça para obter da Federação de Futebol dos Estados Unidos (US Soccer) a mesma remuneração prevista para a equipa masculina.

As jogadoras da seleção feminina auferem um salário base anual de 72 mil dólares (cerca de 63 mil euros), acrescido de prémios de jogo em caso de vitória, que não excedem os 1.350 dólares.

Os membros da seleção masculina, por seu turno, não recebem salário base, mas recebem, no mínimo, 5.000 dólares (cerca de 4.300 euros) por jogo particular e até 17.625 dólares (cerca de 15.500 euros) em caso de vitória.

A seleção de futebol feminina dos Estados Unidos é tripla campeã olímpica em título e venceu por três vezes o Campeonato do Mundo, em 1991, 1999 e 2015.