Teste de produto

Coros Apex Pro, a revolução no pulso

Coros Apex Pro, a revolução no pulso

É provável que ainda não tenham ouvido falar da Coros. É uma marca de relógios de monitorização desportiva muito recente no mercado. Chegou até nós o Apex Pro.

Apenas quatro anos depois do lançamento do primeiro relógio GPS, já se nota a estratégia feroz da Coros, quer na qualidade dos equipamentos, quer no marketing: dois dos embaixadores da marca são nada mais nada menos que o queniano Eliud Kipchoge, atual recordista da maratona, e o catalão Killian Jornet, o gigante do trail.

Uma marca nova, o quê de novo?

PUB

Havia até agora dois grande rivais no segmento dos relógios GPS. A Garmin sempre se destacou pelo interface de grande informação e com uma navegação e profundidade de funcionalidades muito completa. Do outro lado, a Suunto marcava pontos na elevada autonomia e precisão.

A Coros parece ter bebido das duas fontes. Conseguiu um interface muito apelativo e com dados que satisfazem os atletas mais amadores até aos que analisam tudo ao milímetro e aliar a isto um desempenho de bateria fantástico.

Abrir a caixa

A nossa estreia com a Coros foi com o Apex Pro.

A saltar à vista, temos um relógio com 46 milímetros de diâmetro, que é o intermédio perfeito entre pulso largo e mais fino. O aro (bezel) do relógio é em liga de titânio com um vidro de safira. Arriscamos dizer que é o relógio desportivo com vidro de safira mais leve do mercado: cerca de 59 gramas.

O Apex Pro tem os habituais sensores de frequência cardíaca, altímetro barométrico, oxímetro e os restantes normalizados para qualquer relógio desportivo.

Após a configuração e personalização do relógio, toca a correr.

Fizemos testes durante 20 dias e o primeiro ponto a destacar vai para o desempenho da bateria. Usámos o relógio com uma única carga durante 18 dias, durante os quais fizemos uma prova de trail com duas horas de duração e mais oito treinos de corrida com uma hora de duração cada. Isto é um resultado surpreendente. A marca anuncia uma autonomia estimada de 30 dias em modo "smartwatch", 40 horas com o GPS sempre ativo e até 100 horas no modo Ultramax.

Ecrã tátil, mas com peso, conta e medida

Nos relógios desportivos, os ecrãs táteis são um assunto sensível. Já sabemos, por experiência, que suor e "touch" não combinam. A Coros procurou usar esta tecnologia, mas de forma muito cuidada. O toque só é possível em situações como a navegação de registo de dados e nos mapas. É daquelas situações em que podemos dizer que é pensado por corredores para corredores.

Ao nível de software, destaca-se o algoritmo de análise do estado da bateria. É possível ver a data da última carga, o desempenho, quantas horas de treino ou em repouso permite com a carga restante. É uma ferramenta muito útil.

O Apex Pro permite a navegação de trilhas pré-carregadas no dispositivo com a presença dos mapas. Para quem costuma aventurar-se na descoberta de novos trajetos, esta ferramenta faz a diferença entre quase nunca se perderem, ou passarem uma boa parte do percurso na incerteza do caminho a seguir.

A programação do relógio permite a integração com aplicações externas como Training Peaks, Strava, etc.. Tivemos a oportunidade de correr em simultâneo com um relógio de outra marca e, num treino de 18 quilómetros em monte, a diferença foi de 30 metros, o que é normal.

Em termos da leitura da frequência cardíaca, sentimos um pequeno desvio de dez batimentos por minuto em relação a outros relógios. Isto deve-se provavelmente à posição no pulso. Até o nível de aperto da bracelete parece influenciar a leitura. Mas não foi motivo de incómodo, uma vez que não seguimos planos de treinos baseados em zonas de frequência cardíaca.

A fechar

Este é, sem dúvida, um momento de viragem nos equipamentos de corrida. O Apex Pro é um campeão em termos de característica, autonomia e resistência. Pelo preço competitivo com que se apresenta, temos um relógio de qualidade superior, que vai ser capaz de ler as corridas mais curtas e os desafios mais loucos.

Nota: O produto foi emprestado pela marca

Preço: 399€

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG