Exclusivo

Dois anos a subir e em busca da consolidação

Dois anos a subir e em busca da consolidação

Do Campeonato de Portugal à Liga foi um pulinho. Agora, o Vizela investe para se consolidar entre os grandes

A 23 de outubro de 2019, a equipa treinada por Álvaro Pacheco preparava-se para defrontar o Chaves Satélite na oitava jornada da Série A do Campeonato de Portugal (CdP), então o terceiro escalão do futebol português. Agora, precisamente dois anos depois e ainda com o mesmo técnico, Vizela veste o fato de gala para, pela primeira vez, receber amanhã um grande no seu estádio, o Benfica, em jogo a contar para a Liga. As duas subidas de divisão consecutivas foram causa e consequência da aposta em infraestruturas feita pela SAD e pelo investidor Edmund Chu, empresário de Hong Kong com ligações à Fórmula E e amigo de Gerard Piqué (Barcelona), que se associou ao clube em 2017 e que manteve a ligação mesmo depois da queda ao CdP.

O crescimento não foi apenas desportivo. Bem longe disso. Nos últimos anos, a SAD investiu mais de três milhões de euros em melhoramentos como o sistema de iluminação, um relvado novo - não era substituído há 32 anos -, requalificação da bancada nascente e poente, colocação de cadeiras em todo o recinto, balneários, zona técnica e tribuna de Imprensa. Tudo para criar instalações de primeira para receber futebol de primeira. Depois de, no início da época, ter jogado em Paços de Ferreira enquanto as obras não estavam concluídas, o Vizela voltou ao seu estádio à sexta jornada e, agora, recebe o primeiro jogo grande.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG