Maratona

A verdadeira história dos 42 195 metros arrancou em Windsor

A verdadeira história dos 42 195 metros arrancou em Windsor

Sabiam que a distância oficial de uma maratona tem origem em Londres? E que é maior do que a que correu Pheidippides quando, no longínquo ano de 490 a.C., correu da localidade que dá pelo nome de Maratona, na Grécia, até Atenas para anunciar a vitória contra os persas e cair morto?

Pois é. Os famosos 42 195 metros da distância rainha são, como a denominação da distância, de origem real.

A propósito do casamento real deste sábado, a revista "Runners World" recordou a verdadeira história dos 42 195 metros. É precisamente a distância entre o Castelo de Windsor - onde Harry desposou a sua beleza americana - e o White City Stadium, a cuja entrada real foi preciso adicionar uma volta de pista para a primeira maratona como nós as conhecemos terminar em frente à tribuna real.

A medida foi acertada em 1908, nos Jogos Olímpicos de Londres, e ultrapassou em dois quilómetros a distância entre Maratona e Atenas. Diz-se que os reis queriam mostrar aos príncipes a valentia dos atletas. E diz-se que os organizadores queriam ter o Castelo de Windsor no postal da sua prova principal.

Até então, a maratona - a primeira delas nos primeiros Olímpicos da era moderna, em 1896 - variava conforme aquele que a promovia. A de 1896 teve os cerca de 40 km da alegada corrida de Pheidippides. E a mítica de Boston, estreada em 1897, não passava dos 39,4 km (24,5 milhas).

Ou seja, a distância atual não tem nada a ver com a Grécia. E só foi homologada em 1921.

ver mais vídeos